2 de abr de 2011

FOGO AMIGO: Paulo Marinho detona governo Roseana


Em 2010 o governo Roseana Sarney pagou ao ex-prefeito de Caxias Paulo Marinho, proprietário da Fazenda Estrela, a bagatela de R$ 1.005.169,20, conforme consulta realizada no Portal Transparência do Governo do Estado. Em outra consulta ao Portal, é possível verificar que Paulo Marinho já recebeu este ano a quantia de R$ 73.723,50, correspondente ao pagamento dos meses de fevereiro e março do Leite Tipo “C”, integral, liquido referente ao Programa Leite é Vida. Mesmo assim, os agrados não foram suficientes para evitar que Paulo Marinho disparasse críticas duras ao governo.


Em seu blog, Marinho afirma que quem mora no interior do Estado sente a falta de ações da gestão Roseana Sarney. “Até agora nenhuma ação política consistente foi anunciada. Quase todas as políticas públicas anunciadas e em andamento cuidam apenas da capital e da região tocantina”, diz ele. Acompanhe abaixo o desabafo do ex-prefeito da princesa do Sertão. Será se é ingrato? “Quem reside no interior do estado nota a “ausência” do Estado. Situações que requerem decisões mais urgentes estão sendo relegadas por falta de interlocução entre governo e a sociedade.


Talvez, por essa razão e muitas outras se justifique a implantação de algumas gerências regionais, responsáveis, segundo a lei que as criou, pela interface com o governo. A população do interior, aparentemente distante do centro nevrálgico das decisões começa a se incomodar e a aparecer as críticas exploradas com competência pelos adversários políticos de Roseana. Na região dos Cocais, principalmente nos grandes centros regionais, Caxias, Timon e Codó, onde reside boa parte dos eleitores de Roseana, a reclamação é ainda maior. Até agora nenhuma ação política consistente foi anunciada. A região é também pouco representada no secretariado. Quase todas as políticas públicas anunciadas e em andamento cuidam apenas da capital e da região tocantina”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinceramente, o Brasil atual tem jeito?

Que olha a cena político-social-econômica atual se pergunta sinceramente:o Brasil tem jeito? Um bando de ladrões, travestidos de senadore...