27 de out de 2011

INTOLERÂNCIA: Falha no ENEM provoca ataques contra nordestinos no twitter




Depois que o MEC revelou que provas de um colégio do Ceará já tinham questões aplicadas no ENEM no último domingo, usuários do Twitter passaram atacar todos os nordestinos como se tivessem culpa pela falha.

O usuário @GabrielReesende, que se identifica como sendo de Belo Horizonte, escreveu: ‘galerinha que fez o Enem se f****, se fosse eles, soltava uma bomba no Nordeste que matava quem antecipou a prova e todos os nordestinos, kk’

25 de out de 2011

IMPERATRIZENSE VIROU NOTICIA: Josafá Granjeiro viajou 36 horas somente para acompanhar os jogos do Brasil no Pan.

Um maranhense, da cidade de Imperatriz, virou notícia nacional nesta terça-feira (25). O que ele fez? Viajou 36 horas somente para acompanhar os jogos do Brasil nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México. O detalhe é que Josafá Granjeiro, de 43 anos, aventurou-se sem ingresso para nenhuma das competições.


O assunto foi tema de reportagem da Folha.com. De acordo com o site, Josafá se programou para ir a Guadalajara para acompanhar o Pan. Só que o maranhense não conseguiu comprar os ingressos pela internet, mas resolveu ir assim mesmo para o México.


E a aventura do maranhense deu certo. Na última terça-feira (18), Josafá tentou comprar ingresso para o duelo semifinal entre Brasil e República Dominicana no vôlei feminino. Chegou ao ginásio e não conseguiu comprar. Conversou na bilheteria, com voluntários e, quando já estava indo embora, recebeu um ingresso gratuitamente um uma voluntária.

24 de out de 2011

JÁ APLICOU ESSE MESMO GOLPE EM IMPERATRIZ E SÃO LUIS: Falso palestrante preso pela Polícia no Pará

Uma equipe de investigadores da 16ª Seccional Urbana de Santarém/PA, sob o comando do Delegado Jamil Farias Casseb, prendeu em flagrante no final da tarde de sexta-feira, 21, o elemento Aldo Jorge Rosa dos Santos, de 46 anos, catarinense, sem residência fixa, mas que estava hospedado em um hotel de luxo localizado na Avenida Mendonça Furtado, em Santarém.

Aldo Jorge foi preso às 17:00 horas, quando estava em um dos apartamentos do hotel. Ele se identificava como ‘Felipe Johnson’, um palestrante internacional, e já estava fazendo propaganda e vendendo vagas para um curso que iria ministrar no próximo dia 27/10/2011, no próprio hotel onde estava hospedado.

Os policiais civis, após receberem informações da falsa identificação do então palestrante, caíram em campo e conseguiram flagrá-lo se passando por um famoso palestrante motivacional internacional com o nome de ‘Felipe Johnson’, inclusive um farto material de propaganda com o falso nome de Aldo foi apreendido no apartamento onde estava.

Aldo foi autuado em flagrante e indiciado pela prática do crime de falsidade ideológica pelo Delegado Jardel Guimarães, que já o encaminhou para a Central de Presos Provisórios de Santarém, onde ficará à disposição da Justiça.

18 de out de 2011

DENUNCIE: Diga não a tortura infantil

ligue e denuncie 181

É ARMAÇÃO: Árbitro denuncia ameaças sofridas no Frei Epifânio d’Abadia







O Arbitro que apitou Imperatriz e Sampaio, Gladstonni Viana de Oliveira, relatou na súmula, que após a partida, cerca de 20 a 30 torcedores do Imperatriz adentraram no corredor de acesso ao vestiário dos árbitros com a intenção de agredir a ele (Gladstonni) e seus assistentes (Geison Mendes dos Santos e João Fonseca de Sousa), passando a chutar e bater na porta e sempre proferindo de ameaça como:

“Hoje vocês vão morrer, filhos da p…, ladrões, safados, vamos pegar vocês na saída do estádio ou na rodoviária”. Segundo ainda Gladstonni de Oliveira, somente com a interferência policial que os torcedores saíram do estádio, mas que ficaram na parte de fora continuando com as ameaças e que, por isso, o trio teve de deixar o Frei Epifânio d`Abadia com auxílio da força policial, que acompanhou os árbitros até eles pegaram o ônibus de volta para São Luís.

O relatório pode complicar o Imperatriz no segundo turno da Copa União. Por causa do péssimo comportamento dos torcedores, o Cavalo de Aço corre o risco de perder mando de campo de algumas partidas, quando a denúncia for julgada pela Comissão Disciplinar.

15 de out de 2011

TÁ VIRANDO TABU: Faz quatro anos que o Sampaio não vence o Cavalo no Frei Epifânio


O Sampaio Corrêa tem um jogo de risco contra o Imperatriz, amanhã, em Imperatriz, iniciando a disputa do título do primeiro turno da Copa União. É que, de acordo com levantamento do matemático Manoel Martins, o Tubarão não vence o Cavalo de Aço, no estádio Frei Epifânio d’Abadia, desde abril de 2007. O último triunfo sobre o rival foi por 2 x 1, pela Taça Cidade de São Luís daquele ano.

De lá para cá, mesmo não havendo jogo entre os dois times em 2009 (no Estadual os times foram divididos em grupos e não tiveram a chance de se enfrentar e na Taça Cidade de São Luís também não porque o Imperatriz ficou de fora) foram realizadas nove confrontos, com sete derrotas bolivianas e dois empates. O retrospecto aponta 21 gols imperatrizenses e 10 do Mais Querido.

Mas, é bom frisar também que o Sampaio há mais de quatro anos também não perde para o Imperatriz em São Luís. Só no período de 2007 até 2011, os dois times se enfrentaram oito vezes no Nhozinho Santos. O Sampaio venceu quatro vezes, sendo uma por goleada – 6 x 1 – e foram registrados quatro empates. O Tubarão marcou 14 gols e sofreu apenas quatro.

Jogos no Frei Epifânio

2007

28/04 – Imperatriz 0×0 Sampaio

27/09 – Imperatriz 3×0 Sampaio

2008

06/04 – Imperatriz 2×1 Sampaio

30/07 – Imperatriz 3×3 Sampaio

02/10 – Imperatriz 3×2 Sampaio

2009

Não houve confronto



2010

18/04 – Imperatriz 3×2 Sampaio

21/11 – Imperatriz 3×1 Sampaio

2011

02/04 – Imperatriz 2×1 Sampaio

15/09 – Imperatriz 2×1 Sampaio



Resumo:

Vitórias do Imperatriz: 7

Empates: 2

Gols do Imperatriz: 21

Gols do Sampaio: 11

14 de out de 2011

REALIDADE BRASILEIRA: Jogo no Ceará tem um pagante e renda de R$ 3


O jogo Jardim x Paracuru, no último sábado, no estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte, válido pela 3ª divisão do Campeonato Cearense, teve apenas um pagante. Não bastasse o público reduzido, o torcedor solitário comprou o bilhete pagando meia-entrada. Com isso, a renda da partida foi de incríveis R$ 3.

Sem poder atuar em casa, uma vez que o estádio municipal está interditado, o Jardim tem sido obrigado a jogar na cidade vizinha, Juazeiro do Norte. O placar foi o pior possível: 5 a 1 para o Paracuru. E o prejuízo com as despesas da partida chegou a R$ 937,28.

5 de out de 2011

NÃO DUVIDEM!!! Imperatriz poderá ter aliança PMDB / PT nas eleições municipais

Nos bastidores políticos os entendimentos entre o vice-governador, Washington Oliveira, PT, e a cúpula do PMDB, trabalha com o objetivo de reeditar a aliança que em 2010 levou Roseana ao governo do estado e o próprio Washington a vice. O vice-governador por sinal esteve presente na última segunda-feira na Assembleia Legislativa, por ocasião da filiação do secretário Max Barros ao PMDB, partido pelo qual deverá concorrer à prefeitura de São Luis, além de São Luis, PT/PMDB trabalham com a possibilidade de composição dos municípios de Imperatriz, onde o PT poderá apoiar a candidatura de Ildon Marques, este se filiando ao PMDB, e em Pinheiro na baixada maranhense, é outro município onde deverá acontecer o entendimento entre PT/PMDB, para apoiar a candidatura do ex-prefeito Filuca Mendes, também recém chegado ao PMDB, aqui na ilha alem de são Luis, o presidente petista já até recebeu para conversar o ex-prefeito de Paço do Lumiar, Gilberto Aroso, que poderá concorrer em 2012 apoiado pelo PT/PMDB.



Como se pode observar os dois partidos estão buscando a permanência da parceria que já existe em nível de estado e agora com a possibilidade de levar para as eleições do ano que vem, tem sido esse o propósito dos dirigentes partidários, no entanto, nos bastidores principalmente do PT, das alas ligadas ao deputado federal Domingos Dutra e do deputado estadual Bira do Pindaré, existe certa resistência para essas composições, mas em Imperatriz ,por exemplo, já se fala com freqüência em uma chapa encabeçada por Ildon Marques e Jomar Fernandes, essa possibilidade existe ou até Terezinha Fernandes, esposa do ex-prefeito. É aguardar os entendimentos.


"Na politica até boi avoa" Danielão ex-vereador de Imperatriz

ESPÍRITOS NO CINEMA: O Livro dos Espíritos" serviu como inspiração para o filme que estreia sexta-feira

A produção foi concebida a partir de roteiros enviados por realizadores de todo o Brasil. Os escolhidos foram unidos por meio do roteiro de André Marouço
Considerado o livro mais importante para os seguidores da doutrina espírita, "O Livro dos Espíritos" serviu como inspiração para o filme que estreia, sexta-feira, em circuito nacional

O diferencial do "Filme dos Espíritos" não é tecnológico, mas humano. Palavras do cineasta André Marouço, um dos diretores que estarão presentes à avant premiére do "Filme dos Espíritos", que acontece, amanhã, às 21 horas, no Multiplex do UCI Ribeiro, no Shopping Iguatemi. O lançamento nacional acontece na sexta-feira, com exibição prevista em seis capitais brasileiras.

"O filme traz narrativas absolutamente humanas, as pessoas se identificam de alguma forma. Existe uma trama principal e vários personagens contemporâneos, que tiveram e superaram dificuldades do cotidiano, homens e mulheres do século XXI que estão em grandes cidades e precisam lutar em cenários de difícil sobrevivência. É um filme que fala de depressão, mas também da cura da depressão; fala de alcoolismo e da cura do alcoolismo; fala da perda, mas também da conquista de um novo amor. É um filme para o ser que está encarnado nesse momento na Terra", conta André.

"O Filme dos Espíritos" é mais uma produção do boom do gênero transcendental, que começou há três anos, com a cinebiografia do médium cearense Bezerra de Menezes, dirigida por Joe Pimentel e Glauber Filho. Na sequência, vieram "Chico Xavier - O Filme" (2010), com direção de Daniel Filho; "Nosso Lar", também de 2010, dirigido e roteirizado por Wagner de Assis; e "As Mães de Chico Xavier", assinado por Glauber Filho e Halder Gomes, lançado em abril desse ano, por ocasião do encerramento das comemorações do centenário do médium mineiro Chico Xavier.

"Vejo a questão do cinema transcendental como algo que não nasceu no Brasil, a gente só vem se apropriando disso. Nasceu na meca do cinema, que é Hollywood, eles perceberam que havia espaço e que o ser humano está ávido por encontrar repostas existenciais acerca das questões espirituais. Isso redundou em sucessos como ´Gosth - Do outro lado da vida´, ´Sexto Sentido´, ´Amor além da vida´ e tantos outros. Era natural que o país com maior número de espíritas, que é o Brasil, nos dedicássemos a levar nossos conhecimentos acerca das questões espirituais também para a sétima arte", explica André. "É um gênero novo e acredito que, assim como existe drama, comédia, acho que vai ter o espiritualista, que é mais abrangente que o espírita. Porque o ser humano está ávido buscando respostas, e o cinema, por acessar a emoção, é uma ferramenta muito interessante para a propagação dessas ideias. Podemos citar como diferencial do ´Filme dos Espíritos´, levando em conta as outras telas anteriores, porque tivemos esse assunto na filmografia espírita brasileira".

Tanta movimentação em torno de um segmento que até pouco tempo atendia seu público e seguidores somente através da literatura, aliás, vasta, claro que chama muita atenção. Há quem não goste e tem quem ignore, mas que a vertente espiritualista difundida através da sétima arte tem público, ou devotos, assegurados, isso é inquestionável. De acordo com seus produtores, o gênero transcendental nesses três anos levou mais de oito milhões de espectadores aos cinemas brasileiros.

Produzido pela Mundo Maior Filmes, de São Paulo, e distribuído pela Paris Filmes, "O Filme dos Espíritos", dirigido por André Marouço e Michel Dubret, dramatiza a história do personagem Bruno Alves, interpretado pelo ator Reinaldo Rodrigues, que, aos 40 anos, perde a mulher, o emprego e se vê em profunda depressão e entrando pelas veredas do suicídio. A guinada na vida do protagonista se dá após encontrar "O Livro dos Espíritos" (Le Livre des Esprits), de 1860, considerada a Bíblia dos espíritas, escrita, ou psicografada, pelo francês Allan Kardec (Hippolyte Léon Denizard Rivail, 1804-1869). Daquele momento em diante, o personagem passa a encontrar respostas para seus dramas e medos e torna-se protagonista de sua própria descoberta como ser material e espiritual.

"A doutrina espírita tem uma espinha dorsal, onde se apoiam seus principais conceitos. Enigmas existenciais como quem é Deus, imortalidade da alma, dependência do espírito sobre a matéria, comunicação entre os mundos, e outras questões, tudo isso é muito bem explicado no filme. Mas a palavra espiritismo ou espírita não é citada uma única vez, porque não é objetivo do filme converter pessoas à doutrina espírita, mas, sim, educar quanto à questões espirituais na vida cotidiana", destaca Marouço.

Elenco do outro mundo

Quem novamente encarna um novo personagem transcendental são os atores Nelson Xavier, dessa vez, no papel do psiquiatra Levy, e a atriz Ana Rosa, que atuou em "Bezerra de Menezes" e "Chico Xavier". A novidade no elenco ficou por conta da participação especial, e estreia como atriz, da apresentadora e ex-modelo, Luciana Gimenez.

Outra peculiaridade foi a forma como se deu a preparação do roteiro de "O Filme dos Espíritos". A produtora Mundo Maior Filmes angariou cerca de 100 roteiros de estudantes de cinema e audiovisual de diversas regiões do Brasil. Desses, foram selecionados e produzidos oito trabalhos, sendo sete de São Paulo e um da Paraíba.

O trabalho finalizado rendeu um longa de uma hora e quarenta minutos de dramaturgias ideológicas, com locações e imagens externas captadas em Guarulhos, Atibaia, Ubatuba, Araçoiaba da Serra, todas essas cidades de São Paulo, e Cajazeiras, na Paraíba.

"O projeto teve dois momentos", explica André Marouço. "Em um deles chamamos jovens universitários ou recém formados, em cinema ou audiovisual, e recebemos inscrição do Brasil. Pedimos que escrevessem roteiros de curtas metragens que explicassem trechos do ´Livro dos Espíritos´, a primeira e principal obra espírita escrita até hoje. A segunda etapa do projeto foi a criação de um roteiro de longa-metragem, que teve a incumbência de reunir trechos desses curtas, daí o roteirista fui eu. Trabalhamos para incluir os curtas de tal forma que não ficasse uma colcha de retalhos, que desse linearidade e fluidez para a obra. Nossa opção não foi trabalhar em estúdio, mas em externas condizentes com a narrativa, com a história".

Outra novidade no cinema brasileiro espiritualista é a destinação de parte da renda do filme para construção de ambulatórios das Casas André Luiz, que dão assistência de saúde a pessoas portadoras de limitações físicas e psíquicas.

"As Casas André Luiz atendem hoje cerca de 1400 pessoas portadoras de deficiência intelectual e física e, com esse filme, esperamos abrir novas unidades ambulatoriais. As casas ficam em São Paulo e Guarulhos, mas atendem pessoas de diversas partes do Brasil, inclusive do Ceará", adianta André Marouço. "Sou gestor das duas unidades de negócios audiovisuais da Fundação Espírita André Luiz, ela é a responsável pela divulgação da doutrina espírita através do audiovisual, do rádio e dos livros. A Fundação é de 1990, tem 21 anos, mas as Casas são entidades com 62 anos de existência. A Fundação nasceu lá dentro. Mas, enfim, estamos muito felizes em ir lançar esse filme aí, no Ceará. Uma das coprodutoras (Estação Luz Filmes) é daí, temos grandes parceiros, como o Eduardo Girão, amigos com muito mais experiência que nós. A expectativa para o lançamento em Fortaleza é das melhores", diz André.

É NACIONAL E CRÔNICA: Filas nos hospitais públicos vão diminuir com decisão de investir em cirurgias

O Ministério da Saúde definiu uma nova estratégia para aumentar o número de cirurgias eletivas no País e reduzir as filas no Sistema Único de Saúde (SUS). Os estados brasileiros e Distrito Federal receberão adicional de R$ 550 milhões para a realização desses procedimentos até o fim de 2012. Os recursos serão aplicados nas especialidades de maior demanda e naquelas escolhidas pelos gestores locais conforme a realidade de sua região. Além disso, do total, R$ 50 milhões serão destinados aos municípios com 10% ou mais de sua população em situação de extrema pobreza. A portaria que estabelece as diretrizes e recursos por estado foi publicada no Diário Oficial da União.

"Com este novo investimento, além dos recursos habitualmente previstos para o custeio de cirurgias, queremos ampliar o acesso às cirurgias eletivas, que são aquelas que podem ser agendadas com antecedência. Estamos dando um importante passo para reduzir o tempo de espera do paciente", destacou o secretário de Atenção a Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães. "Além disso, estamos inovando ao priorizar os municípios com populações de extrema pobreza, que necessitam de maior atenção por parte do governo", reitera.

Segundo ele, a portaria foi construída em conjunto com os gestores dos estados e municípios e, por esse motivo, parte dos recursos será alocada a partir de uma avaliação das Secretarias de Saúde sobre as demandas locais. "Esta gestão do Ministério da Saúde está construindo uma relação de responsabilidade e cooperação com os representantes locais, destinando mais recursos e cobrando resultados", afirmou Magalhães. Ele explica que haverá acompanhamento do aumento da produção e aplicação das verbas no setor, pois, caso necessário, haverá realocação de recursos. "Representa uma mudança na forma como o Ministério da Saúde controla os recursos públicos", diz.

Áreas prioritárias
Do total de recursos previstos, R$ 350 milhões estão destinados às cirurgias eletivas selecionadas como prioritárias, de acordo com as demandas apresentadas pelos estados. São R$ 200 milhões para realização de cirurgia de catarata e R$ 150 milhões para tratamento de varizes, cirurgias ortopédicas e nas áreas de urologia, oftalmologia e otorrinolaringologia, incluindo retirada de amígdalas.

Outros R$ 150 milhões atenderão as demandas apresentadas pelos gestores estaduais, conforme a realidade de suas regiões. Os R$ 50 milhões restantes são para ampliar o acesso a cirurgias de cataratas nos municípios com população em situação de extrema pobreza. A ação beneficia 2.555 cidades.

Segundo a estratégia montada pelo Ministério da Saúde, R$ 200 milhões serão repassados a estados e municípios dentro do orçamento deste ano e R$ 350 milhões, no ano que vem.

4 de out de 2011

AGORA VAI: Até que enfim, Weverton Rocha vai assumir vaga na Câmara

O suplente de deputado federal Weverton Rocha (PDT/ foto) deve assumir nesta terça-feira (4) a vaga aberta com a licença do deputado federal Carlos Brandão, que atualmente também responde pela presidência do PSDB no Maranhão.

Há bastante tempo o aspirante a deputado Weverton Rocha vem tentando emplacar uma cadeira na Câmara Federal. Inicialmente foi ventilado que ele assumiria no lugar do deputado federal Pinto Itamaraty (PSDB), que deveria ocupar a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp).

Em meados desse ano a informação foi desmentida pelo próprio deputado Itamaraty, sendo que Weverton Rocha ficou na expectativa de assumir a vaga, tão logo assim fosse possível, buscando apoio até mesmo do ministro Carlos Lupi, presidente nacional do PDT.

3 de out de 2011

WASHINGTON x DIRETÓRIO DO PT, Quem pode mais? Washington garante filiação de novatos no PT


O vice-governador Washington Luiz Oliveira afirmou que a Executiva do Diretóiro Estadual do PT vai garantir a filiação do cantor Fauzy Beydoun, do técnico Sandow Feques, do professor Dimas Salustiano e do militante social Chico Barros na legenda.

Na terça-feira 27, eles tiveram seus nomes vetados pelo Diretório Municipal de São Luís, o que representou uma espécie de derrota para o vice-governador.


Washington com Sandow, Fauzy e Dimas: Executiva Esadual vai garantir filiação
No dia seguinte, Washington reuniu seus aliados e deu uma dura. Admitiu que, apesar de ter feito o convite aos “rejeitados”, não se empenhou como deveria para que seus nomes fossem aprovados pelo Diretório Municipal, presidido pelo aliado Fernando Silva.

Na verdade, Silva e outros pretensos candidatos a vereador sem votos da legenda é que articularam tudo. Alegam que Fauzy, Sandow, Dimas e Barros só estão vindo para o PT no sentido de tentar uma vaga de vereador na capital.

“O PT é assim mesmo. Não é lógico que se rejeite a filiação de pessoas tão boas e respeitáveis. Foi uma manifestação espontânea de alguns membros que acabou gerando isso. Eu convidei essas pessoas mas não articulei nada porque não sou membro da executiva dos diretórios municipal e estadual. Com certeza, a executiva estadual vai resolver isso essa semana”, acredita o vice-governador.

Washingon alertou os pré-candidatos a vereador do partido que para o PT fazer um membro na Câmara precisará completar o chamado quociente eleitoral, daí a importância de novos filiados de peso.

SÓ NO BRASIL: O senado dos sem votos


Um total de 8.062.225 votos para senador de eleitores brasileiros, no último pleito (2010) foram praticamente ‘jogados no lixo’ com a posse de seis senadores suplentes no lugar dos eleitos. O Maranhão, o Rio Grande do Norte e Minas Gerais foram os três estados em que mais suplentes assumiram os cargos dos titulares até agora: dois, cada um. Um ano depois do pleito de 2010, os dois senadores eleitos do Maranhão – Edison Lobão (1.702.085 votos) e João Alberto de Souza (1.546.298 votos), ambos do PMDB – deixaram os postos para seus suplentes: Edison Lobão Filho, o Edinho (PMDB), e Clóvis Fecury (DEM), respectivamente. Somados, os votos ‘inúteis’ em Lobão e João Alberto perfazem 3.248.383 – mais do que a soma dos votos obtidos pelos outros 7 candidatos que também concorreram ao cargo: 1.950.966.


Edinho tomou posse em 2 de fevereiro deste ano e Fecury na última quinta-feira (29.09). Edison Lobão (pai) entregou o cargo pela segunda vez ao filho para assumir o posto de ministro de Minas e Energia. João Alberto foi nomeado secretário-chefe da Assessoria de Programas Especiais do governo Roseana Sarney como parte de um jogo político. Abriu, assim, sua vaga no Senado para um partido – o DEM – que a governadora quer manter como aliado com vistas às eleições para prefeito (2012) e governador (2014).

Além dos eleitores de Edison Lobão e João Alberto, os que votaram em 2010 em outros quatro senadores do país também viram seus votos irem para o ralo. Garibaldi Alves Filho (PMDB-RN, 1.042.272 votos), Gleisi Hoffmann (PT-PR, 3.196.468 votos), Ivo Cassol (PP-RO, 454.087 votos), e Gilvam Borges (PMDB-AP, 121.015 votos) igualmente entregaram os cargos públicos para o quais foram eleitos para políticos sem- voto – por diferentes motivos.

Garibaldi Alves Filho deixou o Senado em janeiro para ser ministro da Previdência Social. Em seu lugar entrou Paulo Davim (PV). O pai do ministro, Garibaldi Alves (PMDB), ocupa o cargo de senador na vaga de Rosalba Ciarlini (DEM), eleita governadora do Rio Grande do Norte.

Gleisi Hoffmann também entregou o cargo a um ‘sem-voto’ – Sérgio Souza, do PMDB –, após ser convidada para integrar o governo Dilma Rousseff como ministra-chefe da Casa Civil.



Ivo Cassol se licenciou, segundo ele, para tratamento de saúde, em julho passado, deixando no Senado seu pai Reditário Cassol (PP). Gilvam Borges também alegou motivo de saúde para se afastar em 31 de março passado. Seu irmão Geovani Borges (PMDB), primeiro suplente, assumiu o cargo.

No total, dos 81 senadores brasileiros, 15 são suplentes (veja relação em destaque). Além de Maranhão, Rio Grande do Norte e Minas Gerais, com dois suplentes cada, também contam com ‘sem-votos’ no Senado os estados de Amapá, Paraná, Rondônia, Santa Catarina, Espírito Santo, Acre, Mato Grosso do Sul e Goiás, além do Distrito Federal.

Os dois senadores suplentes de Minas Gerais assumiram os postos depois da morte dos titulares. Clésio Andrade (PR) ocupou a vaga de Eliseu Resende (DEM), que morreu em janeiro deste ano. Zezé Perrella (PDT) entrou no lugar de Itamar Franco (PPS), falecido em julho.

Por Oswaldo Viviani (JP)

JOGO FRACO : Com apenas 45 torcedores MAC e Imperatriz não saem do zero


No jogo mais fraco da Copa União, MAC e Imperatriz não saíram do 0 x 0. Nem poderiam, porque as duas equipes realizaram uma partida fria, sem criatividade e excessivamente lenta. Ninguém mereceu outro resultado. Bode e Cavalo foram iguais em tudo, até nas chances perdidas. Gilson, de cabeça, errou uma cabeçada na cara do goleiro Alberto, enquanto que Fagundes cabeceou uma bola defendida por Milton, o estreando do MAC.

O empate deixou o MAC definitivamente na vice-lanterna do primeiro turno da Copa União, com seis pontos. Já o Imperatriz chegou a 11 pontos e garantiu a classificação para a semifinal, junto com Bacabal e São José.

A única vaga restante será decidida por Moto, com 10 pontos, e Sampaio, com nove pontos. Os dois rivais se enfrentarão no último jogo da fase. A princípio, o superclássico está marcado para quinta-feira, mas pode ser adiado para domingo ou segunda-feira, com sorteio de um carro 0km, por causa da eliminação do Sampaio Corrêa da Série D do Campeonato Brasileiro.



Ficha técnica

Maranhão 0 x0 Imperatriz

Local – Nhozinho Santos

Data – 02/10/2011

Árbitro – Edilson Santiago Cardoso

Assistentes – Geison Mendes Santos e João Fonseca de Sousa
Público pagante – 45 torcedores

Renda – R$ 395,00

Maranhão

Milton, Denílson (Hiltinho), Paulo Ricardo, Lucas e Wancerman; Deco, Robson Viana, Daílson e Tupã (Bruno Chocolate);Robson Belfort (Tenilson) e Gilson

Técnico – Arlindo Azevedo

Imperatriz

Alberto, Bruno Limão, Nílson Paraíba, Fagundes e Alan; Vagno Pereira (Edu Xiquita), Cristiano, Naldo e Elton (Calebe); Rúbsen (Café). e Toninho

Técnico – Vinícius Saldanha

DEU NA ISTO É: Siqueira Campos desapropriou terras públicas ilegalmente para dar a particulares, entre eles a primeira-dama

Reportagem publicada pela revista IstoÉ, que está nas bancas a partir deste sábado, traz uma série de denúncias de desapropriação ilegal de terras públicas, realizada pelo governador Siqueira Campos (PSDB). O material traz cópias de certidões de posse de lotes em nome da primeira-dama do Estado, Marilúcia Siqueira Campos, e do ex-procurador-geral de Justiça, José Omar de Almeida Júnior.
A matéria intitulada “O governador grileiro”, conta que um dos primeiros atos como chefe do Executivo, assim que o Estado foi criado, em 1988, foi distribuir terras públicas a quem quisesse se estabelecer no novo Estado e fazê-lo prosperar. “Até aí não há nada de errado. O problema é que, em vez de socializar a ocupação da terra, Siqueira usou da prerrogativa do cargo para favorecer familiares e amigos. O que agora o Ministério Público constata é que a prática não se restringiu à época da fundação do Tocantins. Perdurou nas duas décadas seguintes e serviu também para a compra de apoio político e sua blindagem na Justiça”, diz a reportagem.

A IstoÉ aponta um exemplo de desapropriação de terras públicas para doar a particulares, entre eles a primeira-dama do Estado, Mailúcia Uchoa Siqueira Campos. “Um caso exemplar envolve uma fazenda numa região nobre de Palmas, a capital do Estado. Por meio de decreto, Siqueira desapropriou a área equivalente a cerca de 350 campos de futebol para fins de “utilidade pública”. Enquanto passavam os tratores sobre as casas de famílias que moravam no local, agentes do governo alegavam que ali seria construído um hospital. Mas o que aconteceu depois foi bem diferente. Em novembro de 1998, o Instituto de Terras do Tocantins (Itertins) loteou a fazenda e distribuiu os lotes por meio de licenças de ocupação e exploração. O lote 15, equivalente a 13 campos de futebol, passou às mãos da atual primeira-dama, Marilúcia Leandro Uchoa Siqueira Campos. A licença, assinada de próprio punho por ela, destinava o imóvel à produção agropecuária – uma espécie de assentamento de luxo. Passados 12 anos, a chácara não produziu um grão sequer, e a antiga fazenda passou a abrigar casas luxuosas”, relara o texto.

Segundo a Istoé, a esposa do governador Siqueira Campos não foi a única beneficiada. “No mesmo dia, o Itertins concedeu licenças de ocupação ao secretário de Comunicação do governo, Sebastião Vieira de Melo, e à empresária Fátima Roriz, diretora-geral das Organizações Jaime Câmara, a maior rede de comunicação do Estado, além da promotora Beatriz Regina Lima de Melo e do então procurador-geral de Justiça, José Omar de Almeida Júnior”, afirma a reportagem.

A reportagem da revista ouviu o advogado Antonio Edimar Serpa Benício, autor de uma ação popular que pede a anulação daquele decreto. “Numa tacada só, o governador garantiu o quinhão da família, favoreceu a imprensa local e o Ministério Público”, avalia. O advogado conta que havia comprado um lote na área conhecida como Fazenda das Palmas, perto do córrego Jaú – um dos principais da capital. “Como tantas outras famílias, nós tínhamos um documento de posse e esperávamos a regularização, já que se tratava de uma propriedade privada. Mas o governo veio e tomou tudo na marra”, lembra Benício.

Orla

Segundo a IstoÉ, a Fazenda Palmas estava em nome da agropecuária do Grupo Umuarama, que tinha entre seus sócios o secretário de Infraestrutura do Estado, Rubens Vieira Guerra. Na ação de desapropriação, o governo prometeu pagar à agropecuária pouco mais de R$ 17 mil. Mas a ação popular movida por Benício travou o processo que aguarda julgamento de um recurso no STJ. Guerra, no entanto, não ficou no prejuízo. Em 2001, já no terceiro mandato, Siqueira Campos entregou todas as terras do Estado para serem comercializadas pela Orla Participações e Investimentos S/A, criada por ele em parceria com 25 empresas, entre imobiliárias e empreiteiras, e um sindicato. Entre os sócios da Orla está a Umuarama. Outra integrante da holding é a Araguaia Construtora, do tucano Ataídes Oliveira, que assumiu a cadeira deixada pelo senador João Ribeiro (PR). Pelo contrato celebrado entre Siqueira e os empresários – e que durou até fevereiro passado –, a Orla passou a embolsar 40% de todos os negócios com terras públicas, uma margem de corretagem só vista no Tocantins.

Ainda de acordo com a revista, para o promotor de Justiça Adriano Neves os negócios de Siqueira Campos tem todos os elementos de crime. “Há indícios de direcionamento, pois nada justifica o repasse de terras públicas à primeira-dama ou a secretários e outras autoridades”, afirma. O promotor lembra que na data das licenças já estava em vigor a Lei 8.666, que determina oferta pública da área por meio de leilão e outras modalidades de licitação. Há dois anos, Neves assumiu a área de Patrimônio Público do MPE e passou a denunciar os esquemas de grilagem. Até agora, o promotor levantou 700 casos só na área urbana da capital. Há poucos dias, no entanto, ele recebeu um levantamento do advogado Eder Barbosa de Souza, especializado em causas fundiárias: uma lista com 20 mil lotes frutos de grilagem de terras públicas. “É tanta grilagem que eu tive que me concentrar nos casos mais recentes. Até porque o crime de improbidade pública prescreve em cinco anos”, explica.

“Tarefa hercúlea”

“Por enquanto, o promotor tem se dedicado a levantar os negócios da antiga Companhia de Desenvolvimento do Tocantins (Codetins). Em breve, vai dar andamento aos casos do Intertins. A tarefa é hercúlea. Basta saber que Siqueira Campos entregou o Cartório de Registro de Imóveis do Estado ao sobrinho Israel Siqueira de Abreu Campos. Com plenos poderes, o governador conseguiu transferir a titularidade e anular títulos concedidos pelo Incra. Em 1991, por exemplo, o Estado repassou a preço simbólico uma chácara de 144 hectares a José Ribeiro da Silva, conhecido vaqueiro de Siqueira Campos. Dois anos mais tarde, a propriedade foi transferida para a aposentada Aureny Siqueira Campos, a primeira mulher do governador. Em 2002, o casal cedeu a área em comodato à Investco S/A, cessionária da hidrelétrica de Lajeado. Com o divórcio quatro meses depois, Siqueira ficou com a chácara e, em 2004, a revendeu para a própria Orla Participações, por R$ 2,4 milhões. Mesmo com tantos negócios, o governador declarou à Justiça Eleitoral um patrimônio de pouco mais de R$ 400 mil. Muito pouco para quem parece ser dono de todo o Tocantins”, finaliza o texto.

Sinceramente, o Brasil atual tem jeito?

Que olha a cena político-social-econômica atual se pergunta sinceramente:o Brasil tem jeito? Um bando de ladrões, travestidos de senadore...