29 de nov de 2011

DE FOZ DO IGUAÇU A BUENOS AIRES

Em frente a Casa Rosada
Embarcando em Foz do Iguaçu


Em frente ao Obelisco



Fui há 03 dias atrás de Foz do Iguaçu a Buenos Aires de ônibus pela empresa argentina Crucero del Norte pelo valor de R$ 151,00 incluido serviço de bordo, uma viagem de 15h maravilhosa, com paisagens incríveis e ótima rodovia! Serviço de bordo jamais visto no Brasil, nem nas empresas aéreas tem!! Café da manhã sortido com todas as espécies de pãezinhos e biscoitos, almoço de primeira e jantar com direito a panqueca e peito de peru! Servem bebidas a vontade, de todos os tipos como: Wiscky, vinho tinto, cerveja de qualidade, champagne, refrigerante, água mineral, cafezinho a vontade (se bem que o café argentino é muito ruim!). A cidade de Buenos Aires é muito bonita, atraente, cheia de turistas de todos os cantos e os preços são ótimos, couro é barato assim como a comida (que é boa)e o serviço de táxi. Como turista não me senti explorado pelos comerciantes. No domingo o Palácio da Casa Rosada é aberto a visitação pública com passeio interno de 50min. com direito até de conhecer o gabinete da Presidente. Valeu a pena vir!

23 de nov de 2011

ELEIÇÃO NO STEEI: Prof. Wilas Ratifica.

Bom dia Sr. Cleto Louza ,sou professor Wilas quero que o senhor faça uma ratificação na sua publicação, pois nunca fui vice da atual presidente, sou militante sindical, sempre estive na luta desde que entre no serviço público em 1995 mas ainda não fiz parte da direção do STEEI. Estou concorrendo a essa eleição, e estamos nos esforça para obtermos êxito.
Só uma observação companheiro, o nome do candidato da chapa 2 não é Willians e também nunca foi vice da atual presidente do STEEI. Neste momento companheiro é importante que coloque as imagens de todos os candidatos ou não se coloca de nenhuma, se não fica muito tendencioso para aqueles que aparecem, ou seja temos duas imagens, uma é da atual presidente e a outra imagem é de um professor que tem como vice o atual vice da Eurami como consta no comentario acima, concorda comigo companheiro? Então reveja essas informações e tente colocar os quatros de forma igual.


NOTA DO BLOG:
Informamos que publicamos a foto de apenas dois candidatos, pois foi as únicas que encontramos na WEB. Não tomamos partido por nenhuma das chapas, apenas noticiamos os fatos. Mandem as fotos que nós publicaremos.

21 de nov de 2011

ELEIÇÃO NO STEEI: Disputa acirrada com 4 candidatos

Dia primeiro de dezembro, haverá eleição em um dos mais cobiçados e combativos Sindicado de Imperatriz, o Sindicato dos Trabalhadores na Educação de Imperatriz, que já tem quatro chapas inscritas para a disputa que com certeza será uma das mais acirradas dos últimos tempos.





Estão no páreo a chapa 01 encabeçada pela Professora Eurami Reis, tendo como vice a também Professora Ercy Maria, na chapa 02 pelo Professor Willians ex-vice da atual presidente, na chapa 03 Professor Francisco que promete profundas mudanças no STEEI e na chapa 04 o Professor Jeová Pereira tendo como vice José Fernandes, atual vice da Professora Eurami. Promete esta eleição com grandes disputas e propostas para conquista de votos dos associados.

18 de nov de 2011

Amigos de Djavan confirmaram que o cantor está mesmo com Mal de Parkinson.

Amigos de Djavan confirmaram que o cantor está mesmo com Mal de Parkinson.
Os boatos já existiam desde o lançamento de seu mais recente disco, mas ele negou que estivesse com a doença em todas as entrevistas que deu. Fica a torcida pela saúde do grande artista.

AVALIAÇÃO: No Maranhão, 14 instituições estão abaixo da média do MEC

O Ministério da Educação divulgou resultado do Enade 2010 e deve cortar 50 mil vagas no país.
O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta quinta-feira (17), as notas dos cursos superiores avaliados pelo Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2010. Dos 4.143 cursos avaliados no país, 594 não atingiram resultado satisfatório. No Maranhão, cursos de 14 instituições estão entre os considerados de baixa qualidade pelo MEC e correm o risco de perderem vagas, o que pode ocorrer de acordo com anúncio do MEC.

Entre as instituições com conceito abaixo do satisfatório, 2, estão as seguintes instituições do Maranhão: Faculdade do Maranhão (Facam), Faculdade Athenas Maranhense (Fama) - de São Luís e de Imperatriz- , Faculdade do Estado do Maranhão (Facem), Faculdade de Imperatriz (Facimp), Fac São Luís, Faculdade de Educação São Francisco (em Pedreiras), Faculdade do Vale do Itapecuru (em Caxias), Faculdade Maranhense São José dos Cocais (em Timon), Faculdade do Baixo Parnaíba (Chapadinha), Faculdade Santa Terezinha, Instituto de Ensino Superior do Sul do Maranhão (Iesma), Instituto Florense de Ensino Superior e Instituto de Ensino Superior Múltiplo (Timon).


O ministério ainda não informou quais instituições serão afetadas com a redução das vagas. As informações serão divulgadas nas próximas semanas. Os cortes incluirão cursos que tiveram resultados insatisfatórios no CPC em, pelo menos, dois anos do último ciclo avaliativo (2008-2010). O corte de vagas se dará entre 20% e 65% da oferta de cada curso, dependo do resultado das avaliações.

O secretário de Regulação e Supervisão do Ensino Superior, Luis Fernando Massonetto,informou que, pelo menos, oito centros universitários que tiveram IGC 1 ou 2, considerados insatisfatórios, perderão a autonomia para abrir cursos ou ampliar o número de vagas. Já as faculdades com baixo desempenho no mesmo indicador e que não têm autonomia administrativa para ampliar ou criar cursos, deverão passar por um processo de supervisão que incluirá a adoção de medidas de saneamento, como corte de vagas e suspensão de novos ingressos.

Ministério da Educação divulgou resultado do Enade 2010 e deve cortar 50 mil vagas no país.

Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta quinta-feira (17), as notas dos cursos superiores avaliados pelo Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2010. Dos 4.143 cursos avaliados no país, 594 não atingiram resultado satisfatório. No Maranhão, cursos de 14 instituições estão entre os considerados de baixa qualidade pelo MEC e correm o risco de perderem vagas, o que pode ocorrer de acordo com anúncio do MEC.

Entre as instituições com conceito abaixo do satisfatório, 2, estão as seguintes instituições do Maranhão: Faculdade do Maranhão (Facam), Faculdade Athenas Maranhense (Fama) - de São Luís e de Imperatriz- , Faculdade do Estado do Maranhão (Facem), Faculdade de Imperatriz (Facimp), Fac São Luís, Faculdade de Educação São Francisco (em Pedreiras), Faculdade do Vale do Itapecuru (em Caxias), Faculdade Maranhense São José dos Cocais (em Timon), Faculdade do Baixo Parnaíba (Chapadinha), Faculdade Santa Terezinha, Instituto de Ensino Superior do Sul do Maranhão (Iesma), Instituto Florense de Ensino Superior e Instituto de Ensino Superior Múltiplo (Timon).


O ministério ainda não informou quais instituições serão afetadas com a redução das vagas. As informações serão divulgadas nas próximas semanas. Os cortes incluirão cursos que tiveram resultados insatisfatórios no CPC em, pelo menos, dois anos do último ciclo avaliativo (2008-2010). O corte de vagas se dará entre 20% e 65% da oferta de cada curso, dependo do resultado das avaliações.

O secretário de Regulação e Supervisão do Ensino Superior, Luis Fernando Massonetto,informou que, pelo menos, oito centros universitários que tiveram IGC 1 ou 2, considerados insatisfatórios, perderão a autonomia para abrir cursos ou ampliar o número de vagas. Já as faculdades com baixo desempenho no mesmo indicador e que não têm autonomia administrativa para ampliar ou criar cursos, deverão passar por um processo de supervisão que incluirá a adoção de medidas de saneamento, como corte de vagas e suspensão de novos ingressos.

14 de nov de 2011

TAXA DE HOSPEDAGEM: Presídios da Califórnia passarão a cobrar diária de US$ 142 dos detentos

O condado de Riverside, no sul da Califórnia, passará a cobrar de seus presos diárias no valor de US$ 142. A medida, aprovada pelo conselho de supervisores da cidade na última terça-feira (8), visa economizar de US$ 3 a US$ 5 milhões por ano com o sistema carcerário.

Nem todos os presos, no entanto, serão obrigados a pagar a taxa. O município irá avaliar o caso de cada prisioneiro para identificar quais têm condições de pagar pela "hospedagem".

A taxa integra o esforço da Califórnia em minimizar o buraco do orçamento. Outros Estados também têm considerado adotar medidas extremas a fim de cortar custos relacionados ao sistema prisional. Em Washington, as autoridades avaliam a possibilidade de deixar milhares de ex-presos atualmente em liberdade condicional sem supervisão, na tentativa de cortar custos, segundo o "Seattle Times". No Texas, desde abril, os prisioneiros recebem apenas duas refeições por dia nos fins de semana, como medida de economia. Em Camden County, Geórgia, prisioneiros estudam liberar detentos para trabalhar como bombeiros e assim, ajudar a lidar com problemas de orçamento.

Mas há alguns Estados que não seguem a tendência. Em Minnesota, por exemplo, funcionários do sistema carcerário argumentam que os cortes propostos para o sistema carcerário colocariam em risco a segurança pública, de acordo com a "CBS Minnesota".

Apesar de ser agravado pelos efeitos prolongados da crise financeira nos Estados Unidos, o problema de muitos sistemas prisionais norte-americanos está relacionado também ao crescimento do número de criminosos cumprindo penas de prisão perpétua. Segundo dados oficiais, o número de presos nesta condição quadruplicou entre 1984 e 2008.

O presidente Barack Obama incluiu no orçamento para os anos fiscais 2011 e 2012 um aumento de 10% no financiamento para os presídios federais, elevando o total para mais de US$ 6,8 bilhões, de acordo com a publicação "Mother Jones".

11 de nov de 2011

Pacientes que dependem de equipamentos médicos em casa não pagarão conta de luz



As pessoas em tratamento médico que mantêm em casa equipamentos de saúde - e que estão inscritas no cadastro único do governo federal - não vão pagar mais pela luz que consomem. A portaria que determina a isenção do pagamento de tarifa de energia elétrica foi assinada, pelos ministros da Saúde, Alexandre Padilha, e de Minas e Energia, Edison Lobão.

Um dos principais problemas enfrentados por quem precisa manter permanentemente em casa equipamentos médicos essenciais, como de aspiração de secreções ou de apoio à respiração, é a dificuldade de pagar a conta de energia, relatou o ministro da Saúde. "Esse é um dos grandes problema da atenção domiciliar, um dos grandes gastos feitos pelas famílias".

Para ter direito à isenção, é necessário comprovar, por meio de laudo da secretaria de saúde estadual ou municipal, a necessidade de uso dos equipamentos e atualizar regularmente as informações cadastrais na concessionária de distribuição de energia e na Agência Nacional de Energia Elétrica

9 de nov de 2011

ABRAM OS OLHOS: Aprovado fim do 13º salário

Enquanto a gente se distrai com Olimpíadas e Copa do Mundo, o Congresso continua votando outros assuntos de nosso interesse e a gente nem percebe….. vejam essa:

Fim do 13º já foi aprovado na Câmara (PFL, PMDB, PPB, PPS, PSDB ) Para conhecimento, o fim do 13º salário já foi aprovado na Câmara para alteração do art. 618 da CLT.

Já foi aprovado na Câmara e encaminhado para o Senado.

Provavelmente será votado após as eleições, é claro….

A maioria dos deputados federais que estão neste momento tentando aprovar no Senado o Fim do 13º salário, inclusive da Licença de Férias (pagas em 10 vezes) são do PFL e PSDB.

As próprias mordomias e as vergonhosas ajudas de custo de todo tipo que recebem, eles não cortam.

Conheça a cara dos deputados que votaram a favor deste Projeto em todo Brasil, afinal, eles são candidatos fortes nas próximas eleições:
01- INOCÊNCIO OLIVEIRA – PFL
02- JOEL DE HOLLANDA – PFL
03- JOSÉ MENDONÇA BEZERRA – PFL
04- OSVALDO COELHO – PFL
05- ARMANDO MONTEIRO – PMDB
06- SALATIEL CARVALHO – PMDB
07- PEDRO CORRÊA – PPB
08- RICARDO FIÚZA – PPB
09- SEVERINO CAVALCANTE – PPB
10- CLEMENTINO COELHO – PPS
11- CARLOS BATATA – PSDB
12- JOÃO COLAÇO – PSDB
13- JOSÉ MÚCIO MONTEIRO – PSDB

3 de nov de 2011

AINDA TEM JEITO? Cadáver da Operação Shaolin assombra Palácio do Planalto e Governador do DF Agnelo Queiroz



Um processo explosivo que está na Justiça Federal tem em seu conteúdo ligações perigosas entre o Palácio do Planalto, o governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz, o secretário da Presidência da República Gilberto Carvalho e a ex ministra da Casa Civil Erenice Guerra envolvidos no desvio de milhões de reais dos cofres públicos através de ONGs especialmente criadas para esses expedientes.

Luiz Carlos Coelho de Medeiros e sua irmã Vera Lúcia Coelho de Medeiros (na foto) faziam o trabalho de acompanhamento de emendas parlamentares destinadas às ONGs montadas para desviar milhões em verbas públicas. O presidente Lula determinou a nomeação de Vera Lúcia para a Casa Civil, subordinada diretamente a Erenice Guerra, na época secretária executiva no Palácio do Planalto.

O descontingenciamento ficava sob a responsabilidade de Erenice Guerra e Vera Lúcia, que se gaba de desfrutar uma intimidade com o presidente Lula. Dalí as emendas eram liberadas e encaminhadas para Agnelo que ocupava a pasta dos Esportes. Agnelo tinha como um dos coordenadores da operação, na Esplanada dos Ministérios, Luiz Carlos Medeiros, que fazia a verba chegar às mãos dos dirigentes das ONGs, que no final da história retornavam com parte do dinheiro para o então ministro, segundo depoimentos de dois integrantes do bando que saqueava os cofres públicos.

Tudo isso parece estar sob controle de Gilberto Carvalho na Justiça. Mas os dirigentes que operavam para Agnelo estão tirando noites de sono do governador.

O processo que está sob sigilo na Justiça relata uma história triste e capaz de revoltar qualquer pessoa de bem. Uma delegada da cidade–satélite de Sobradinho, no entorno de Brasília, recebeu denúncia de abuso sexual de menores adolescentes. A partir daí iniciou investigação com escutas telefônicas, autorizadas pela Justiça, e coleta de informações de orgias organizadas por empresários. O que a delegada não esperava era deparar-se com um escândalo nacional que passava pelo Palácio do Planalto, Ministério dos Esportes e pelo Governo do Distrito Federal.

A delegada que queria desvendar um crime local de abuso sexual, confrontou-se com informações que fugiam de sua competência. Foi então obrigada a enviar o inquérito para a DECO – Divisão Especial de Repressão ao Crime Organizado, da Polícia Civil do DF, sob a batuta do delegado Jean Carlo. Aí, começa uma profunda investigação que resultou em ameaças e assassinatos colocando duas testemunhas sob proteção da Polícia Federal.

Jean Carlo escalou dois agentes de sua confiança para infiltrar no bando. Tudo era gravado, filmado, documentado e passado para um grupo de inteligência da Operação batizada de Kung-Fu. O delegado Jean Carlo, tinha o controle absoluto de tudo, mas não poderia contar com a descoberta da verdadeira identidade de um de seus agentes infiltrados no bando: Luiz Carlos , o Clark, que foi assassinado durante a Operação.

A morte de Clark aconteceu em outubro de 2009. Como o agente trabalhava infiltrado, na Operação Kung-Fu, o diretor-geral da Polícia Civil, Cléber Monteiro, esteve no local do crime e deu declaração de que o policial poderia ter sido vítima de latrocínio (roubo seguido de morte). Mas o corpo de Clark foi encontrado entre os dois bancos da frente do carro da Polícia Civil descaracterizado, um Clio prata placa JFT 7515-DF, (na foto) numa estrada de terra atrás do Condomínio RK, próximo à DF-001 e do Centro de Imagens e Informações Geográficas do Exército (CIGEx), em Sobradinho.

O corpo do agente estava sobre a marcha, com a cabeça voltada para o banco de trás. Além disso, havia uma marca de tiro no peito e quatro cápsulas de bala no chão do carro. Clark foi encontrado com uma arma na mão e estava com o pulso quebrado, o que foi omitido pela perícia no laudo final.

O depoimento da testemunha Michael Vieira da Silva chamou a atenção dos investigadores. O ex-integrante do bando das ONGs, disse que ele próprio teria sido vitima de João Dias, um dos dirigentes da ONG Instituto Novo Horizonte e soldado da PM lutador especialista em artes marciais. João Dias desfruta de um padrão de vida incompatível com o que possa receber em sua função pública: confortável mansão, carros importados e um temperamento capaz de intimidar qualquer pessoa que queira ter vida longa.


Segundo Michael, João Dias o forçou a fazer um depoimento, por escrito, retirando o nome de Agnelo da trama. João, através de um golpe marcial, quebrou o pulso da testemunha tal qual o do agente Clark encontrado morto. Todas essas informações estão à disposição da Justiça nos depoimentos de Michael.

Michael Vieira da Silva contou que outro colaborador do delegado Jean Carlo, Geraldo Nascimento de Andrade, também estava marcado para morrer. O delegado Jean Carlo decidiu resgatar o agente infiltrado e Geraldo, ex-integrante do bando cooptado pela polícia, e colocá-los sob o Programa de Proteção a Testemunha. Geraldo, ex-participante da ONG cooptado pela polícia, foi informado pela esposa de um dos integrantes do bando que sua fotografia já estava nas mãos de matadores contratados para fazer o “serviço”.

A esta altura, Operação Kung – Fu se transforma em Shaolin e sai da Polícia Civil do DF e vai para a Justiça Federal. Lá permanece na mesa do juiz substituto da 10ª Vara enquanto durou a campanha para o Governo do DF.

Joaquim Roriz, candidato que disputava com Agnelo Queiroz a vaga no Palácio do Buriti, colocou o depoimento de Michael em seu horário eleitoral na TV. Em contrapartida entra em cena a história contada pela Revista Quidnovi na semana passada sob o título VOZ DE PRISÃO.

Mais uma vez João Dias,pesadelo de Agnelo, é um dos protagonistas da história. Até chegar ao corre corre na padaria no Sudoeste, bairro nobre de Brasília, muita coisa havia acontecido e está vindo à tona agora.

Marcelo Toledo e o doleiro Fayed chamaram João Dias para se juntar ao grupo que tentava conseguir a alto custo a Secretaria de Segurança Pública, o DF- Trans e a Seguradora do BRB.

Foi oferecido para João, a Seguradora do BRB que poderia gerar de R$ 1 milhão a R$ 1,5 milhões ao mês para o esquema. João topou o negócio, mas por pouco tempo. Numa conversa com Miguel Lucena, presidente da Codeplan, foi prometido uma posição melhor dentro do Governo. Miguel pretendia assumir a Secretaria de Segurança Pública e deixar a Codeplan nas mãos de João Dias.

Lucena levou João Dias para enfrentar Toledo e Fayed, que tinham nas mãos gravações comprometedoras de caixa 2 na campanha de Agnelo. O delegado Lucena traçou o plano com João para dar voz de prisão ao doleiro e a Toledo por tentativa de extorsão. Chamou Fayed para tomar um vinho na Padaria Pães & Vinhos, no Sudoeste, enquanto João Dias ficou do lado de fora aguardando o momento de entrar em cena.

Em paralelo, Toledo telefona para Lucena e começa uma discussão. Em seguida, Toledo chega a padaria a fim de colocar um ponto final na tão esperada resposta de Agnelo. O que Toledo não sabe é que a Seguradora do BRB não pode ser dada a ele, nem por Agnelo, porque está nas mãos do vice Tadeu Filipelli e do grão mestre da maçonaria da Loja Grande Oriente do Brasil, Jaffé Torres. Lucena começa a discutir e o resultado foi parar na 3ª DP. Lá, João Dias demonstrava prestígio com o governador. Exigia que fosse feito um Boletim de Ocorrência colocando Agnelo e Lucena como vitimas de extorsão.

João falava alto e ditava as regras. Mas o delegado Onofre de Moraes não podia fazer o BO porque não estavam na Delegacia nem Lucena nem Agnelo. João Dias então deixa a delegacia dizendo que daria o prazo de uma semana para tudo ficar resolvido. E garantia ter Agnelo em suas mãos.

Agora, Onofre, está investigando o caso em sigilo e deve colocar no inquérito o depoimento de todos os personagens.

No final da tarde desta 2ª feira, o governador de Brasília Agnelo Queiroz, durante a inauguração de uma pequena reforma no Hospital da Ceilândia, mostrou-se descontrolado. Xingou os pacientes que cobravam mais atenção da área da Saúde. Disse que os pacientes eram mercenários. O motivo desse descontrole poderia até ser a questão do Sistema de Saúde do DF que está falido. Mas, na verdade, o que incomoda Agnelo é o rumoroso processo que tramita na justiça federal, e que agora poderá vir à tona.

Hoje Agnelo deverá ter uma nova dor de cabeça. Conforme revelou o Quidnovi, na semana passada, o governador continua nomeando todas as pessoas envolvidas em escândalos que possam derrubá-lo da cadeira do Buriti. Segundo o Diário Oficial do DF de 13 de janeiro de 2011, Vera Lúcia foi nomeada para um CNE 07 , como assessora especial da Secretaria de Estado e desenvolvimento Urbano e Habitacional. No DODF de 10 de março de 2011, Vera Lúcia foi remanejada para um cargo de natureza especial com CNE 05. Ela agora é Ouvidora da Secretaria de Transparência e Controle do GDF. Ou seja, escuta as denúncias contra o Governo para que possam ser apuradas.

1 de nov de 2011

POBRE FUTEBOL MARANHENSE: Dois clubes devem quase R$ 60 mil a técnico Sandow Fecques

O técnico Sandow Fecques é bastante conhecido entra as equipes do futebol maranhense. No ano de 2011 treinou a equipe do Moto no primeiro turno da Copa União. Mas até agora não recebeu tudo que tinha direito da equipe. "Já recebi uma parte, mas ainda tenho cerca de R$ 2,5 mil a receber. Eles prometeram me pagar este restante agora depois do feriado, até por isso ainda não entrei na justiça. Vou ficar esperando", afirma o treinador.

Situação mais complicada para com o treinador tem o São José, equipe comandada por ele entre os anos de 2007 e 2008. O clube deve cerca de R$52 mil ao profissional, que se diz muito triste com este cenário. "Recorri à justiça do trabalho desde 2008, quando deixei a equipe, mas até o momento não recebi nada do que tenho direito. Já ocorreram várias audiências para tentar resolver a situação, mas nada foi decidido. E o pior é que não tenho garantia nenhuma de que receberei todo este valor, porque o clube não tem bens materiais que possam cobrir o débito", salienta.

Segundo o treinador, o futebol maranhense não tem clubes, mas somente times, e ainda amadores. "O problema do nosso futebol é a falta de profissionalismo. Você sai de um clube e ele não te paga. Como um clube desse pode passar respeito e credibilidade. Se toda a estrutura do nosso futebol é amadora, não há possibilidade de termos equipes profissionais", enfatiza.

SUPERAÇÃO: Estudante com dislexia e paralisia cerebral se forma em história

Nem mesmo o diagnóstico de paralisia cerebral, a baixa visão e a limitação motora impediram que o jovem Luiz Garcia, 30 anos, realizasse o ...