29 de out de 2010

FERREIRA GULLAR: 'Lula comprou os pobres do Brasil'


O escritor Ferreira Gullar vota José Serra. Vê Dilma como “uma marionete” e Lula como um “ignorante”, “mentiroso”, com “fome de poder”, que é “a vergonha do Brasil”.

Aos 80 anos, Ferreira Gullar continua de cabeleira branca pelos ombros e mão enérgica a bater na mesa, quando sobe de tom, no seu apartamento cheio de livros e quadros, em Copacabana.

Parece tão em forma quanto está: “Não tenho nenhuma doença.”

Nascido em São Luís do Maranhão, Nordeste do Brasil, vive no Rio de Janeiro desde os 21 anos. Foi comunista filiado, lutou contra a ditadura, esteve preso. Tem uma longa e variada bibliografia, com destaque para a poesia. Recebeu este ano o Prémio Camões, o mais importante da língua portuguesa.

A conversa começou exaltada e terminou amena. Ferreira Gullar explicou depois que tivera umas conversas políticas que o tinham irritado. E mais para o fim da entrevista dirá, meditativo: “Possivelmente nós vamos perder a eleição.”

A campanha ferve.

Publicou um texto chamado “Vamos errar de novo?”, a apelar ao voto em José Serra. Não faz parte de nenhum partido. Porque sentiu necessidade de intervir?

Como cidadão, não só tenho o direito como o dever. Sempre participei politicamente.

É uma eleição bastante importante. Pode significar uma mudança para o país e ter consequências sérias.

Há quem ache o contrário, que nada de essencial se vai alterar, seja quem for que ganhe.

[Batendo com a mão na mesa] A permanência do PT no poder é uma ameaça à democracia brasileira. Está vendo o que acabou de acontecer? Espancando o Serra!

Foi um rolo de papel [atirado à cabeça de Serra num passeio de campanha].

Ah, não, isso é o que o Lula diz. Não acredito no Lula, é um mentiroso.

A campanha de Serra é que diz que foi um rolo de autocolantes de campanha.

Um rolo pesado. E uma repórter da “Globo” levou uma pedrada na cabeça. Mas não importa o que foi. Não tem que agredir os outros.

Acha que é um sintoma de como a campanha está?

Não, o PT é isto. A televisão mostrou um vídeo [dos anos 90] com José Dirceu, então presidente do PT, dizendo: “Esses nossos adversários vão ter de apanhar na rua e nas urnas.” O que é que acha disso? Apanhar nas ruas faz parte da campanha? Eles espancam as pessoas. Eles espancaram duas vezes o Mário Covas [governador de São Paulo nos anos 90, já desaparecido, fundador do PSDB]. O PT é fascista.

A Dilma também ia apanhando com sacos de água. A minha pergunta…

O PSDB se caracteriza por ser um partido pacífico. Não é que sejam santos. É que não é o estilo deles. No caso do PT, não. O PT é isto. Vem dos sindicatos, que são dominados por gangues. O Lula pertencia a um deles. São gangues, que ocupam as instituições, a máquina do Estado. A Petrobras hoje está infiltrada de gente do PT e dos sindicatos.

28 de out de 2010

Professora dava aula de saliência a aluna de 13 anos


A professora de matemática Cristiane Teixeira Maciel Barreiras, de 33 anos, do Rio de Janeiro, foi presa acusada de manter relações sexuais com uma aluna, X., de 13 anos. Cristiane foi presa em flagrante na casa da mãe, em Realengo, logo após passar a noite com a menor, desaparecida desde segunda-feira. A polícia tenta encontrar uma segunda aluna, Y., também de 13 anos, que teria sido outra vítima de Cristiane. A professora e X. mantinham um relacionamento amoroso desde maio.

As investigações começaram após a mãe de X. ter ido à 33ª DP (Realengo) comunicar o desaparecimento da filha, por volta das 17h de terça-feira. A polícia descobriu que já existia um registro de desaparecimento da menor em agosto deste ano e, na ocasião, a principal suspeita era a professora. Mas o registro foi arquivado quando a menina apareceu. O delegado titular da 33ª DP, Ângelo Lages, decidiu ir atrás de Cristiane.

— Fomos até a casa da professora e, ao conversar com o seu marido, descobrimos que ela também estava desaparecida desde segunda-feira. Começamos diligências ininterruptas para tentar capturá-la em flagrante, já que, por conta da lei eleitoral, uma pessoa só pode ser presa em flagrante — explica Ângelo.

Cristiane foi presa às 4h de ontem. Ela tinha acabado de deixar X. perto de sua residência. Na delegacia, as duas confessaram ter um relacionamento. Como o fato havia acabado de acontecer, foi caracterizado flagrante e a professora permanecerá presa. Ela responderá por estupro de vulnerável e corrupção de menores, com um aumento de pena devido à ascendência da professora sobre a aluna. Cristiane pode pegar de 15 a 30 anos de reclusão.

Em depoimento, Cristiane revelou que costumava passear de carro com X. As duas paravam em praças e num motel da Zona Oeste para namorar. Desde maio, elas se encontravam com frequência. Em agosto, a menor teria chamado uma amiga, Y. — também aluna de Cristiane —, para participar dos encontros. Cristiane disse sentir grande atração por X., e afirmou querer continuar se relacionando com a garota.

27 de out de 2010

Onda de feriados pode ajudar no recorde de Abstenção na eleição Presidencial


O feriado de Finados, em 2 de novembro, poderá alterar o cenário eleitoral brasileiro, especialmente no número de eleitores que devem comparecer às urnas.

Isso porque o feriado ocorre na terça-feira, e segunda feira será comemorado pela maioría dos estados, o dia do funcionário público, o Maranhão já adiou o feriado de quinta próxima para Segunda Feira. Tanto a candidata petista Dilma Rousseff, quanto o tucano José Serra devem perder votos.

Outro fator que pode trazer surpresas no resultado das urnas é o dia do Funcionário Público, que será comemorado em 1º de novembro.

“Emendar os feriados permite que vários funcionários públicos e suas famílias viajem, o que pode causar algum tipo de alteração no cenário eleitoral. Essas pessoas representam mais ou menos 10% do eleitorado. Esse é o maior receio dos candidatos”, disse o cientista político da Universidade de Brasília (UnB) Leonardo Barreto.

“Se apenas funcionários públicos viajarem, é bem possível que a Dilma perca alguma coisa, porque eles têm um medo danado da volta do PSDB ao governo em virtude dos oito anos de arrocho nos salários”, disse.

“Por outro lado, se considerarmos que boa parte dos eleitores é de classe média, que deve votar no Serra, poderá haver prejuízos para ele também”, completou.

O eleitor que não votou no primeiro turno poderá votar normalmente no segundo. Aqueles que viajarem e não tiverem feito a inscrição para votar em trânsito deverão justificar a ausência. A justificativa pode ser apresentada em qualquer cartório eleitoral no dia da eleição ou até 60 dias depois do pleito.

O eleitor que não votar nem justificar sua ausência será multado pela Justiça Eleitoral. Caso não vote e nem pague a multa, não poderá se inscrever em concurso público, tirar passaporte ou carteira de identidade, renovar matrícula em estabelecimentos de ensino oficial, obter empréstimos em estabelecimentos de crédito mantidos pelo governo ou participar de concorrência. Caso não vote em três eleições consecutivas, terá o título cancelado.

26 de out de 2010

LULA ACIMA DO BEM E DO MAL? Reação de Dino 'é choro de derrotado', diz Lula


O presidente petista Luiz Inácio Lula da Silva disse que as suspeitas de fraude na campanha eleitoral no Maranhão, levantadas pela coligação do candidato derrotado Flávio Dino (PCdoB), não passam de "chorro de derrotado". Lula acha que Dino se queixa à toa. A informação foi divulgada na noite de sábado, no site do jornal O Estado de S. Paulo.

Durante a campanha no Maranhão, Dino apresentou Lula como aliado e pediu votos a Dilma. No segundo turno do pleito presidencial, porém, ele ainda não colocou a militância comunista para pedir votos à petista. Tem demonstrado mágoa pelo fato de Lula ter apoiado exclusivamente a candidata do PMDB, Roseana Sarney, que venceu as eleições.

Desde o fim da campanha no Maranhão, a coligação de Dino apresenta algumas suspeitas de fraude nas eleições em alguns municípios. Eles levaram o caso ao TSE para investigação.

Em seu microblog Twitter, Dino publicou algumas referências as eleições e chama atenção de seus seguidores para a possível fraude. Numa das postagens, diz: "Aumentam
as provas de graves fraudes na eleiçao do Maranhao. Gravissimas. A
verdade vai prevalecer sobre o choro dos supostos vencedores". Em outra, ataca o grupo Sarney: "Tudo indica que a oligarquia ficha suja fez mais uma das suas, para tentar manter o poder a qualquer custo".

Dino também publicou mensagem na qual fala do resultado das eleições: "Importante lembrar, para sempre: apenas 0,08% dos votos impediram a realizacao do 2 turno

24 de out de 2010

E AGORA COMPANHEIROS? Roseana filiada ao PT !


Uma fonte bem situada do Palácio dos Leões revelou ao blog que são grandes as chances de Roseana Sarney trocar o PMDB pelo PT.

A governadora já teria tido inclusive conversas com o presidente Lula e a candidata Dilma Rousseff sobre o assunto.

Ficou decidido apenas que após as eleições presidenciais o assunto voltará a ser discutido. Já imaginou Dutra, Valdinar, Manézinho e Roseana, no mesmo partido? Na política do Maranhão tudo é possível.

Afinal o apoio já veio desde o primeiro turno e alguns petistas fingem não aceitar, mais se calam diante a imposição do companheiro LULA, vão ter que engolir mais essa.

Boiadeiro muito tempo
Laço firme, braço forte
Muito gado e muita gente
Pela vida segurei
Seguia como num sonho
E boiadeiro era um rei
Mas o mundo foi rodando
Nas patas do meu cavalo
E nos sonhos que fui sonhando
As visões se clariando
Até que um dia acordei

Então não pude seguir
Valente lugar tenente
E dono de gado e gente
Porque gado a gente marca
Tange, ferra, engorda e mata
Mas com gente é diferente

Geraldo Vandré

23 de out de 2010

Ônibus conduzindo 42 romeiros Imperatrizenses pega fogo a caminho de Juazeiro


Um ônibus da empresa Betel Transportes e Turismo Ltda de Imperatriz (MA) incendiou por volta das 20h30min desta quinta-feira na BR-230 no município de Várzea Alegre. O coletivo transportava 42 passageiros em uma viagem de turismo religioso com destino ao município de Canindé onde acontece a festa em louvor à São Francisco de Assis. Antes, os romeiros passariam por Juazeiro do Norte a fim de visitar lugares que consideram sagrados na terra de Padre Cícero.

O sinistro se deu na localidade conhecida como Serra da Vaca Morta na zona rural de Várzea Alegre na região do Cariri. A rodovia federal, conhecida como Transamazônica, liga àquela cidade ao município de Lavras da Mangabeira e os fiéis estavam a cerca de 150 quilômetros apenas de Juazeiro. O ônibus de placas HOO-6211, inscrição de Araguaína (TO), procedia de Imperatriz (MA) e os passageiros iriam pernoitar em Juazeiro de onde seguiriam viagem para Canindé ainda nesta sexta-feira.

O motorista Frank Pereira Bezerra, de 35 anos, residente em Imperatriz, esteve na Delegacia de Várzea Alegre fazendo um BO (Boletim de Ocorrências) e disse ao escrivão Renato Pereira de Matos que, na descida ladeira, percebeu a fumaça na roda trazeira do veículo. Ele decidiu parar com o objetivo de averiguar a situação e já viu o princípio de incêndio. Avisou aos passageiros que desceram imediatamente e tentou conter as chamas com o extintor do coletivo que não foi suficiente.

O fogo se alastrou rapidamente ajudado pela fibra do ônibus e o mesmo não teve como controlar enquanto aguardava a chegada de auxílio do Corpo de Bombeiros. Quando os militares chegaram o veículo já estava completamente destruído. Houve perda total dos pertences dos romeiros que pernoitaram em Várzea Alegre à espera de um novo ônibus para prosseguirem a viagem o que aconteceu na manhã de hoje

22 de out de 2010

"DISPUTA SEM VENCEDORES"


Há muitos dias não tinha assistido o programa eleitoral, assistir hoje e não gostei com o nível tão fraco e deprimente para dois candidatos ao cargo majoritário do Brasil.

No dia 31 de outubro, assim que a apuração das urnas for encerrada, serão conhecidos os eleitos para a Presidência da República e para os governos estaduais que deixaram para o segundo turno a definição dos seus chefes estaduais pelos próximos quatro anos.


No entanto, a vitória nas urnas tende a não se consolidar como uma vitória política dos candidatos. Isso porque os desgastes que vêm se acumulando em torno destes durante esta campanha, seja em nível estadual ou em nível nacional, podem provocar rasuras irreversíveis nas carreiras políticas dos candidatos e, sobretudo, na imagem que o eleitorado tem de cada um deles.

Para a Presidência, por exemplo, a troca de acusações, a criação de factóides (alguns com cores de veracidade, mas que parecem mais próximas de especulações sem provas) e a busca incessante pela "verdade" (como se fosse algo palpável) vem fazendo com que Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) tenham desviado o foco da disputa pelo cargo eletivo para um embate pessoal e direto, no qual a briga
tornou-se pessoalmente empreendida e agressiva de parte a parte. Os programas eleitorais gratuitos, que usam espaço das emissoras de televisão - estas, não se pode esquecer, são concessões públicas - não estão minimamente preocupados em dialogar com a população, mas somente a enfrentar o adversário como num campo de guerra.

21 de out de 2010

"IDEOLOGIA, EU QUERO UMA PRA VIVER" Helio Bicudo, fundador do PT declara voto em Jose Serra


"Ideologia, eu quero uma pra viver, meus heróis morreram todos de overdose"... Cazuza

Helio Bicudo Fundador do PT, ex-deputado e vice-prefeito na gestão de Marta Suplicy (PT) em São Paulo, o jurista Hélio Bicudo declarou voto no candidato do PSDB à presidência da República, José Serra, no segundo turno. "Eu voto no Serra no segundo turno. Com Dilma, teremos um sistema mexicano de continuísmo", disse em vídeo publicado no canal de Serra no YouTube.

"Se nós deixarmos a candidata Dilma ganhar nós vamos ter aqui no Brasil, ainda que se diga que não, um sistema mexicano. Um partido comandando o País durante 40, 50, 60, 70 anos, com todo esse passado de corrupção, que vai aumentando em cada momento em que esse mandato se torna maior".

Bicudo, que na primeira rodada das eleições apoiou Marina Silva, do PV, agora defende o voto em Serra por ele ser "um homem competente" e "sério". Para o ex-petista, não há marcas contra o passado do candidato do PSDB. O jurista ressalta ainda a experiência de Serra quando ministro no governo Fernando Henrique Cardoso e o classifica como um "excelente" governo do Estado de São Paulo.

Militante pelos direitos humanos, Bicudo alega que o "continuísmo" do PT na presidência por mais de oito anos "não é democrático". "A alternância de poder é uma característica da democracia", justifica.
Em setembro, Bicudo liderou outros juristas no lançamento do "Manifesto em Defesa da Democracia" durante ato na Faculdade de Direito do Largo São Francisco, em São Paulo.(Terra)

20 de out de 2010

Caso Bruno: DNA confirma que goleiro é pai do filho de Eliza Samudio


O advogado José Arteiro Cavalcante Lima, que representa Sônia de Fátima Moura, mãe de Eliza Samudio, afirmou, nesta quarta-feira, que o resultado do exame de DNA feito pelo goleiro Bruno confirma que ele é o pai do bebê de Eliza. De acordo com o advogado, o laudo oficial deverá ficar pronto em dez dias, mas ele disse que fontes ligadas à investigação confirmaram a informação. Bruno é um dos acusados de envolvimento no sequestro e assassinato de Eliza.

Segundo o advogado, o material para o exame de DNA foi cedido por Bruno enquanto ele esteve detido no Rio. Os Tribunais de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e do Rio (TJRJ) ainda não confirmaram o resultado do exame. O bebê de Eliza nasceu no início de 2010 e, atualmente, está aos cuidados de Sônia, no Mato Grosso do Sul.

No início da tarde desta quarta-feira, teve início mais uma audiência de instrução do processo em que Bruno e outras oito pessoas são acusadas da morte de Eliza. A audiência está sendo realizada no Fórum de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Estão previstos os depoimentos de 22 testemunhas de defesa dos réus. Até às 16h, oito pessoas já haviam sido ouvidas pela juíza Rosângela de Carvalho Monteiro, cooperadora da Vara de Precatórios Criminais.

Os nove réus, inclusive o goleiro Bruno, acompanham os depoimentos no fórum. Bruno; Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão; Sérgio Rosa Sales, primo do goleiro; Dayanne Souza, ex-mulher de Bruno; Elenilson Vítor da Silva; Flávio Caetano; Wemerson Marques, o Coxinha; e Fernanda Gomes de Castro, amante do jogador, respondem na Justiça pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, sequestro, cárcere privado, ocultação de cadáver e corrupção de menor.

Já o ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, responde por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Todos os acusados negam o crime. As penas podem ultrapassar 30 anos.

A pedido do Ministério Público, a Justiça decretou a prisão preventiva de todos os acusados. Com isso, eles devem permanecer na cadeia até o fim do processo.

HIDRELÉTRICA DE ESTREITO: Pescadores sem Rio



Estreito é uma cidade com 27 mil habitantes, poucas ruas asfaltadas, uma rodoviária caindo aos pedaços e um prostíbulo aberto 24 horas por dia em plena área comercial. Nos últimos quatro anos, a cidade viveu um “boom” com a construção da usina hidrelétrica que atraiu operários do Pará e de todo o Nordeste. Mas as obras já estão acabando e milhares de trabalhadores ficaram desempregados.

De uns tempos para cá, a pesca, principal atividade econômica da camada mais pobre da cidade, nunca esteve tão farta. Jaús e pirararas graúdos são desembarcados pelos pescadores diariamente. Mas tanta fartura deixou os pescadores preocupados. É que a abundância começou depois que o vertedouro da usina em construção foi fechado, há mais ou menos seis meses. Desde então, a pesca ficou completamente confusa. Acima da represa, os peixes desapareceram. Abaixo, a pesca está mais fácil do que nunca.

A explicação é simples. Peixes migratórios como os grandes bagres (surubins, cacharas e jaús) precisam subir os rios até suas cabeceiras para desovar e se reproduzirem. Com a construção da usina, a barragem impede que eles cumpram seu ciclo natural. Milhões tentam, em vão, transpor o paredão e viram alvos fáceis dos pescadores.

- Isso não está certo. Antes, a coisa mais difícil era você ver um jaú do tamanho de um homem aqui por perto. Se está sobrando agora, é porque vai faltar no futuro - explica Valdir Ribeiro da Silva, 42, pescador de fala ligeira e pele queimada de sol.

- O peixe vai acabar - vaticina Valdir.

A preocupação dele já chegou à presidente da Colônia de Pescadores de Estreito, Raimunda Miranda dos Santos, 35. Mas ela sabe que a luta para que o problema seja resolvido é desigual.

A Usina Hidrelétrica de Estreito está sendo construída pelo consórcio CESTE, formado pelas multinacionais Suez Energy (França), Vale do Rio Doce (Brasil), Alcoa (Estados Unidos) e Camargo Corrêa Energia (Brasil). Boa parte dos 1.087 megawatts que a usina vai gerar serão destinados para as siderúrgicas da Vale e da Alcoa.

- A pesca acima da represa praticamente acabou, e aqui embaixo, está farta, mas a gente sabe que se continuar assim, o peixe vai acabar. Já reclamamos, mas eles (consórcio) não fizeram nada - diz Raimunda.

Leito

Para piorar, durante a dragagem para a construção da represa, o canal do rio Tocantins na orla de Estreito mudou de lado. Antes, a navegação se dava pela margem esquerda do rio. Agora, um imenso banco de areia surgiu desse lado e mudou o canal para o lado direito.

- Nunca vi uma coisa dessas na minha vida. Esse rio vai morrer e a gente vai junto com ele - alerta Valdir.

Multinacionais ainda não mediram os danos

Para os especialistas do CESTE, ainda não há provas de que a barragem está prejudicando a pesca no rio Tocantins. Por meio de nota, a empresa informou que há um programa de conservação da ictiofauna da região conduzido pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Trinta biólogos especialistas, diz a nota, estão na região estudando os impactos da usina e que serão estas análises que irão determinar se houve ou haverá queda na produtividade pesqueira da região.

O argumento do consórcio é rebatido pela presidente da Colônia de Pescadores de Estreito.

- Mais de 400 famílias já foram prejudicadas. O pessoal que tinha ponto de pesca acima da barragem está passando necessidade, porque o lago está subindo e não tem mais peixe. As casas que eles tinham lá já estão ficando submersas - argumenta.

Sobre a alteração no canal do rio, o consórcio não chega a negá-la, mas se esquiva. - Não há qualquer comprovação de que alterações no leito do rio possam ter interferido na produção pesqueira ou nas populações de peixes -. Conclui o CESTE em nota.

19 de out de 2010

LEIAM REPORTAGEM INTERESSANTE: As facetas de Pedro Iran do Espírito Santo O ‘Rei’ do Tocantins



Se para muitos brasileiros a Transamazônica foi motivo de ruína, para Pedro Iran Pereira do Espírito Santo, a rodovia o levou à fortuna. Filho de agricultores do município de Filadélfia, em Tocantins, ele enriqueceu durante as obras e os primeiros anos de funcionamento da estrada. Hoje, é um dos homens mais ricos do Maranhão e, também, um dos mais polêmicos.

Até meados da década de 70, Pedro Iran era apenas mais um balseiro do interior do Maranhão. Mas, ele conta que uma premonição mudou sua vida.

- Eu estava construindo a minha casa quando tive um pressentimento. Parei a obra da casa e comecei a construir uma balsa sobressalente. Não tinha nada que fazer com ela. Um dia depois de terminá-la, uma cheia muito grande atingiu a região e eu fui chamado para ajudar o pessoal ilhado - lembra.

O contato com políticos durante esse período lhe abriu as portas para os militares que logo o requisitaram para ajudar a transportar o maquinário para a abertura da rodovia nos municípios de Itaituba (PA), Estreito (MA) e Araguatins (TO). Em 40 anos, Pedro ficou milionário, mas quem o vê caminhando por Carolina, não consegue imaginar que aquele homem de bermuda, chinelo de dedo e camisa de botões furada se prepara para vistar uma de suas balsas à bordo de seu próprio helicóptero.

Poder e sexo

Uma brisa fria parece subir o curso do rio Tocantins e atinge, durante a noite, um grupo de 12 mulheres que sentam na calçada da casa de Pedro Iran. São mães acompanhadas de suas filhas.

- Vocês vieram pedir emprego? - perguntamos.

- Emprego é? - indaga, irônica, uma das mulheres antes das outras irromperem em gargalhadas sarcásticas.

Um taxista que vive na cidade há 20 anos dá dicas sobre o mistério das mulheres.

- Elas vão lá oferecer as meninas. Ele fica dentro de casa. Não sai pra nada. As meninas sobem e ficam lá com ele - diz.

Boatos à parte, Pedro Iran admite sua predileção por meninas.

- Olha, eu não vou dizer que sou santo, mas até hoje, não teve nenhuma queixa de nenhuma mulher. Muitas vezes, com o hormônio que estão usando, a gente vê um mulherão e pensa que tem mais de 18 anos... Não vou dizer que a gente não tenha cometido um erro dessa parte, mas são ‘tudo’ meninas que já são moças. Tem dois tipos de menina que eu não gosto: as virgens e as comprometidas. - explica o empresário sem o menor constrangimento.

Pedro Iran sabe que seu contato com menores de idade vem chamando atenção das autoridades. Ele já teve de depor na CPI da Exploração Sexual sobre seu envolvimento com menores de idade, mas não revela desconforto com isso.

- Esse negócio de pedofilia... isso sempre houve. É igual o que estão fazendo com o meio ambiente, é um jeito de tirar dinheiro de quem tem e trabalha - diz Pedro, que apesar dos rumores, não é réu em nenhum processo por exploração sexual.

Reportagem: Leandro Prazeres
Jornal A Critica de Manaus

18 de out de 2010

Viúva de Chico Mendes apoia Serra



A propaganda eleitoral gratuita na TV do presidenciável José Serra (PSDB) na tarde deste domingo (17) apresentou um depoimento de Ilzamar Mendes, viúva de Chico Mendes. Ilzamar pediu apoio "aos meus amigos do Acre e ao povo do Brasil", para que votassem em Serra, porque ele "representa a causa ambiental, a grande bandeira de luta de Chico Mendes".

Outros personagens do horário político de Serra foram pastores de igrejas evangélicas. José Wellington Bezerra afirmou que via em Serra "um homem capaz de administrar bem a nossa nação", enquanto Silas Malafaia disse que para o "Brasil continuar a avançar", o eleitor teria que escolher Serra.

A campanha tucana destacou, no início do programa, a riqueza da biodiversidade brasileira. O locutor lembrou que o Brasil é o primeiro produtor mundial em café, suco de laranja, carne e cana-de-açúcar. E ressaltou: "O combate à miséria deve ser a nossa principal tarefa".

A campanha apresentou ainda dados sobre água encanada e criticou o PT. O narrador dizia: "no Brasil de hoje, 12 milhões de casas não têm água encanada. São 42 milhões de brasileiros sem água encanada". A situação pior é no Nordeste e Norte. "E o governo da Dilma não fez nada para mudar isso", completou o locutor.

Dilma Rousseff

O programa eleitoral da petista Dilma Rousseff na tarde deste domingo (17) voltou ao tema da privatização de empresas estatais. A narração criticou a venda de empresas públicas brasileiras, como a Vale, a Telebrás e a Light, afirmando que o candidato adversário José Serra e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso eram os responsáveis. "Juntos, eles venderam dezenas de empresas brasileiras", disse o narrador. E completou: "e agora, estão querendo voltar ao poder já pensando em privatizar mais uma riqueza do povo brasileiro" - numa referência ao petróleo do pré-sal.

A propaganda petista destacou também a união entre o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a ex-ministra Dilma, que coordenava as ações do governo em relação às classes menos favorecidas em projetos como o Bolsa Família. O programa informou que "28 milhões de pessoas saíram da miséria".

Dilma afirmou que vai ampliar o programa de Microcrédito, gerar empregos na periferia com obras de pavimentação e transportes, capacitar e "dar uma profissão a milhões de brasileiros" além de ajudar no financiamento do pequeno produtor.

O presidente Lula também apareceu no horário político gratuito. O presidente pediu para os eleitores compararem os governos e, assim, escolher um candidato. "O novo Brasil que estamos construindo distribui renda, cria mais de 14 milhões de empregos e eleva a maioria da sua população à classe média", afirmou Lula

14 de out de 2010

DESMISTIFICANDO


* O amor não é aquilo que te pega de surpresa e te deixa totalmente sem ar. O nome disso é asma.
* O amor não faz brotar uma nova pessoa dentro de você. O nome disso é gravidez.
* O amor não torna as pessoas mais bonitas. O nome disso é álcool.
* Calorias são pequenos vermes inescrupulosos que vivem nos guarda-roupas, e que à noite ficam costurando e apertando as roupas das pessoas.

NA LATA: Repórter pergunta se Dilma é homossexual


Um repórter piauiense levantou a questão insólita ontem, durante sua visita a Teresina . "Meu querido, eu não vou responder a isso. Não vou discutir nesse nível", respondeu Dilma.


Em viagem a Teresina, Dilma Rousseff foi surpreendida por uma pergunta inusitada. A candidata visitava um centro de reabilitação de deficientes. Gravou imagens que serão levadas à propaganda de televisão, e decidiu falar aos repórteres.

Discorria sobre o compromisso que assumira com pastores evangélicos em relação ao aborto e à união entre pessoas do mesmo sexo. De repente, um repórter piauiense atravessou na conversa uma questão insólita. Quis saber de Dilma se ela é homossexual. Assim, na lata.

A candidata abespinhou-se: "Meu querido, eu não vou responder a isso. Não vou responder. Tenho uma filha e sou avó, pelo amor de Deus. Não vou discutir nesse nível. Me desculpa, mas esse tipo de discussão, eu não vou ter aqui".

Dilma lamentou a boataria que a rodeia: “Isso não contribui em nada para o desenvolvimento do país”. À noite, a pupila de Lula escalou, ao lado de seu cabo eleitoral, o segundo palanque do segundo turno.

13 de out de 2010

O paraíso de Dante (posfácio ao livro do escritor imperatrizense Axel Carlos Brito)


Vós, que em frágil barquinha navegando,

Desejosos de ouvir, haveis seguido

Meu baixel, que proeja e vai cantando,

Volvei à plaga, donde haveis partido,

O pélago evitai; que, em me perdendo,

Vosso rumo talvez tereis perdido.

(Dante, “A Divina Comédia”, parte 3 - Paraíso, Canto 2, versos 1 a 6)

Um mar agitado... Uma ilha desabitada... Um náufrago desacompanhado... Um papel enrolado... Uma garrafa arrolhada... Uma esperança danada...

O que não faz o ser humano para levar adiante sua mensagem, de um grito de socorro a um anúncio de salvação?

Pinturas em rocha, inscrições em pedra, sinais de fumaça, toques de tambor, pombos-correio, telepatia, grito, sussurro... Telégrafo, telefone, rádio, fax, televisão, internet, mensagens em garrafa...

Mensagens em garrafa?!

No livro ou no cinema, celulose ou celulóide, as mensagens em seus minissarcófagos de vidro foram tema ou referência de estórias e da História. Seja o isolado sobrevivente em uma ilha, comunicando seu desespero e também o seu amor, seja o jovem à beira-mar, em seu desejo de comunicar (-se), são personagens em busca de um leitor, de uma (salv)ação.

Ação e salvação. Estas foram as palavras que, mal ou bem, definem dissilábica ou trissilabicamente o sentimento de um autor por trás de seu texto.

O Paraíso de Dante, de Axel Carlos Brito, não sei bem por quê (mas sei...), me lembra assim uma dessas mensagens que se coloca(ria) em uma cápsula do tempo -- em forma de garrafa, é a sugestão... – e se enterraria fundo no solo, ou se largaria ao léu no mar, ou se deixaria no sem-fim do Cosmos.

Axel Brito ancora-se em vinte e cinco referências (inclusive letras de músicas), passagens poéticas ou prosificadas, que, em destaque no texto, recortam e pontuam e reforçam seu convite -- “Vem!” – e sua esperança de ele ser atendido. A essas duas dúzias de citações, junte-se umas sete dezenas de menção a diversos outros autores, obras, artistas, deuses, semideuses, mitos, personagens... O que, para uns, pareceria tão-só abuso do name-dropping, excesso de referências culturais, pode se justificar como mensagens que lhe chegaram em garrafas visíveis à sua mente ou como partes (poucas) com que formou um pequeno apanhado de seu universo de leituras e vivências -- mensagens ou partes selecionadas que ele teimou em enfiar na garrafa que ele próprio está lançando nas águas ultimamente um tanto plácidas e previsíveis da literatura imperatrizense. Ou, mais apropriadamente, a multidão de seres é como que uma replicação, decalque, em quantidade e moldura menores, dos personagens vistos por Dante em sua caminhada por degraus, portais, terraços, círculos, céus. Falta saber quem são os guiadores, o Virgílio e a Beatriz, de Axel Carlos Brito...

O conteúdo de O Paraíso de Dante pode ser considerado um testamento, no qual o escritor-testador diz de suas últimas vontades aos leitores, que são, ao mesmo tempo, testamenteiros e testamentários, cumpridores e herdeiros dessas vontades.

A obra é um caminhar. Daí o caminho (ou caminhos) oferecer(em) variadas “vistas”, variado conteúdo, um verdadeiro cardápio de impressões e abordagens. Descreve desde receitas de culinária a procedimentos de jardinagem e arborização urbana. Detalha detalhes de Engenharia, Arquitetura, Moda e Decoração. Vai à Música, à Literatura e à Pintura. Cinema também. Arte e Cultura. TV e MPB. Fala de mulheres faladas, do amor falível e da finitude infalível. Linguagem e Educação. Cosmologia, Mitologia e Ecologia. Sociedade e Religião. Planejamento Urbano. Estatísticas do mundo e do meio ambiente. Ousa na Futurologia (chamada no livro “fantasia”), quando Axel sugere novas formas ou jeitos novos em meios de transporte, edificações...

Claro, o livro fala - e fala com amor - de Imperatriz, a cidade, do Tocantins, o rio. Traz dela e dele passagens e paragens.

O título O Paraíso de Dante é uma referência à terceira e última parte de A Divina Comédia, do escritor e político italiano Dante Alighieri, que viveu nos séculos 13 e 14 e é considerado o primeiro e maior poeta (“il sommo poeta”) daquela língua.

***

O Paraíso de Dante, de Axel Carlos Brito, não esconde infernos nem purgatórios. Não promete céus. É um convite, apenas. Aceita-se, ou não.

Em uma ilha-Terra cercada de águas cósmicas por todos os lados, lançando em mares garrafas grávidas de mensagens, um autor está sozinho.

...E não é ele o náufrago.

Cachorrinhos de Madame

(ou De locomotivas e vagões)

Há muita insegurança em (in) certos chefes do Poder Executivo. Têm medo de renovação, liderança, criatividade, inovação, ousadia. Armam esquemas e freiam investimentos em candidaturas que lhes possam criar “sombras”. Daí a solução é apoiar candidatos toscos, colocá-los à frente de um projeto (!) político ou de poder. Estes políticos toscos devem ser do tipo cachorrinho manso, daquele que, em parques e praças, vai à frente da madame. Esses dóceis cãezinhos parecem ter tomado a dianteira, mas na verdade há coleiras e rédeas, cordas e cabrestos direcionando os passos e rumos do bichinho de estimação.

Esses políticos mansos são uma espécie de intermediários do “establishment”, da mesmice, do quase-atraso. Não renovam o debate político, não debatem a agenda nacional, regional ou local. Só servem para serem mandados. Qualquer gesto de autonomia, de independência, de caráter que deveriam ter -- e eis que lhe puxam as rédeas, encabrestam-no, puxam-lhe as cordas, põe-se-lhes arreios e ajustam coleiras e focinheiras... Tornam-no, sem trocadilho, um animal político.

Com práticas atrasadas como essas, embora negadas nos discursos empolados, os (in)certos chefes do Poder Executivo comportam-se como vagões e não locomotivas. Esses políticos não puxam para diante, como o fazem as potentes máquinas. Esses políticos são puxados, são meros vagões do trem do atraso mental, da insegurança pessoal, da quase nulidade política. São políticos que não inspiram a comunidade a que deveriam servir. São políticos que não renovam as práticas da Política e da Administração Pública. São ocupadores de cargo, não desenvolvedores nele.

Não vale a pena insistir nesses políticos. Gastar verbo com eles, que só falam em verba, que só culpam a (falta de) verba. Chefetes assim deveriam se candidatar a gestor da Casa da Moeda. Deveriam ser caixa ou chefe de Tesouraria, já que só querem pegar em dinheiro.

Imperatriz sai mais pobre destas eleições de 2010. Quanto mais candidaturas ricas, mais pobres os resultados. Porque numa verdadeira sociedade democrática não haveria necessidade de se investir tanto em tanta coisa. Sem saudosismo, mas seria quase o caso de se retornar à boa e velha (isto é, antiga) prática do falar nas praças, nos ajuntamentos de gente.

É lamentável que em Imperatriz as mais expressivas entidades de classe e de categorias profissionais, patronais, sociocomunitárias não tenham se valido de seu papel e estimulado e realizado debates com ou entre candidatos. Seria saudável saber-lhes as idéias, os projetos, o passado, as ações presentes, a visão de futuro. Mas não. As entidades locais se fecharam em copas, como se estivessem em Marte, alheias ao que ocorria em uma pequena unidade do planeta azul. Depois, estas entidades vão se arvorar em arautos das reclamações, das denúncias, das críticas e sugestões, quando nada fizeram, quando nada cobraram no momento da formação da agenda de ações legislativas e parlamentares dos candidatos ao Poder Legislativo.

Neste momento certos políticos riem e gozam o sucesso de suas podres urdiduras e toscas candidaturas. Nem sequer comparam que gastaram milhões para seus candidatos receberem, individualmente, menos de um milhão nos quatro anos em que se refestelarem à sombra do mandato e nas sobras da campanha.

Como já disseram: não nos devemos incomodar com o barulho dos maus, mas com o silêncio dos bons.

Imperatriz ainda é uma cidade que silencia. Pelo menos fecharam a boca certas estruturas sociais, profissionais, patronais, comunitárias, artístico-culturais... Um ou outro arremedo de encontro, algumas entrevistas na Imprensa, um ou outro panfleto ou folheto - e nada mais se soube dos projetos e idéias e visões de centenas de candidatos.

Haverá um dia - ainda que por morte (política ou física) de coronéis e chefetes eleitorais -, haverá um dia em que campanhas serão melhores, mais justas, mais equilibradas. Haverá um dia em que propostas serão construídas cooperativa e solidariamente. Haverá um dia em cidades terão como candidatos verdadeiras locomotivas, com poder de transportar com velocidade - mas sobretudo com segurança - as comunidades para um novo momento. Precisamos de potentes locomotivas, que puxem, e não de pesados vagões, que têm de ser puxados pelos beiços.

Não precisamos de pessoas que se colocam à frente, como cachorrinhos de madame.

esanches@mirante.com.br

12 de out de 2010

Ex-jogador Romário se envolve em confusão em São Luís - Maranhão


O baixinho Romário continua envolvido em confusão. O ex-jogador da Seleção Brasileira está em São Luís desde a última sexta-feira hospedado no Rio Poty Hotel, na Ponta da Areia, para descansar após as eleições, onde se elegeu a deputado federal pelo estado do Rio de Janeiro.

De acordo com informações de um amigo do tetra-campeão mundial, que não quis se identificar, a confusão teria acontecido quando um homem (que ele também não identificou) e alguns amigos de Romário teriam batido boca. O Baixinho teria se dirigido ao quarto onde está hospedado para fazer sauna e só soube da confusão após descer e ver o que estava acontecendo.

Ainda segundo o amigo do ex-jogador, o homem envolvido na discussão teria se aproveitado da situação para se promover às custas da fama de Romário.

"Ele quis apenas aparecer. Por isso fez esse alarme todo. Porém, não aconteceu nada demais, além de uma discussão entre ele e alguns amigos do Romário", ressaltou.

O gerente de hospedagem do Rio Poty Hotel, Pedro Lopes, de 55 anos, informou que o homem envolvido na confusão seria uma pessoa contratada pelo ex-jogador para ser responsável pelo som de uma festa na piscina do hotel que o artilheiro realizou na noite do último domingo, 10.

Romário teria discordado sobre o valor pedido pelo técnico e os dois teriam iniciado uma discussão. A polícia foi chamada pelo dono do som, que teria acusado Romário de humilhação. Ainda de acordo com o gerente do hotel, a confusão não tomou grandes proporções e a polícia não prendeu ninguém.

Boletim de Ocorrência

A reportagem de O Imparcial Online conseguiu falar com Fabiano Gomes, de 30 anos. Ele é o DJ que junto com Luis Fábio Sousa, de 36 anos, o responsável pelo som contratado por Romário, teriam sido humilhados pelo baixinho.

De acordo com a versão do DJ, a confusão se deu porque Romário teria se recusado a efetuar o pagamento relativo ao aluguel do som.

"A festa aconteceu domingo a noite e foi combinado que o pagamento seria feito na manhã de hoje. Porém, passamos o dia todo indo ao hotel para receber e ele junto com os empresários dele só nos enrolando", relatou.

Ainda segundo Fabiano, apenas agora a noite, depois de muita insistência, o pagamento teria sido feito e ainda assim de forma humilhante.

"O empresário jogou o dinheiro na nossa cara e ainda nos ofendeu verbalmente. O Romário também estava muito alterado e também nos ofendeu", denunciou.

Fabiano realtou ainda que ele e o técnico de som registraram um Boletim de Ocorrência no plantão da Reffsa por agressão verbal e humilhação contra o ex-jogador.

11 de out de 2010

DOM PEDRO CASALDÁLIGA INTERNADO EM GOIÁS



O bispo emérito de São Félix do Araguaia, Dom Pedro Casaldáliga, de 83 anos de idade, está internado em Goiânia (GO) onde passa, hoje, por mais uma avaliação. Ele ficou uma semana num hospital de Ceres (GO) e foi para a capital do estado para novos exames.

Segundo Pe. Paulo Gabriel, Dom Casaldáliga está com o coração muito fraco e precisa passar por uma cirurgia na próstata. Esse procedimento, no entanto, não deve ocorrer em menos de um mês, devido ao seu delicado estado de saúde. "Ele está com ânimo ótimo e espírito positivo, mas muito fraco e o corpo não acompanha" - disse o sacerdote.

Dom Casaldáliga está internado no Hospital do Rim, onde lhe foi inserida uma sonda, porque ele estava com obstrução urinária. Pe. Paulo, que acompanha o bispo emérito, enfatizou ainda, que a saúde dele tem-se agravado também por causa do Mal de Parkinson.

Dom Pedro Casaldáliga é conhecido pelas lutas em que sempre se engajou, tais como a reforma agrária, a proteção aos índios, contra o trabalho escravo ou pela integração da América Latina.

Quando bispo de São Félix do Araguaia, em setembro de 1970, escreveu uma denúncia sobre o trabalho escravo, com o título "Feudalismo e escravidão no norte do Mato Grosso" e, em outubro de 1971, por ocasião da sua ordenação episcopal, lançou a carta pastoral intitulada "Uma Igreja da Amazônia em Conflito com o Latifúndio e a Marginalização Social".

Em 2005, renunciou ao cargo por motivo de idade. Ele vive em Mato Grosso desde 1968. Nascido na Catalunha, região da Espanha cuja capital é Barcelona, é uma personalidade conhecida mundialmente.

8 de out de 2010

TÚNEL DO TEMPO: Quem foi o espoca urna nas eleições de 1992



Ganhará uma viagem para Cabul, Afeganistão, no avião do Chico do Rádio, quem acertar qual destes candidatos foi o espoca urna da eleição de 1992





Prefeito Madeira na sua primeira campanha à Prefeito de Imperatriz , levou 16 anos para conseguir, por isso o Wilson não perde a esperança






Célio Louza ficou como suplente nesta eleição, nunca mais quis saber de candidatá-se

Coquinho perdeu a eleição, os votos ou o cigarro, ficou com o cigarro


Bahia, sempre na esperança, um dia vai, não sei pra onde.


Guto, Irmão do candidato Lindemberg Davi, teve apenas 16 votos nesta eleição, fato esse que repetiu esse ano com seu Irmão, acho que a falta de voto na familia é genético.
















INFIDELIDADE VERMELHA: Apoio a Roseana do único prefeito do PCdoB no Maranhão fez a diferença


A candidata do PMDB teve uma votação esmagadora em Afonso Cunha, cidade administrada por um prefeito do partido de Flávio Dino.

Depois que o barco das eleições passou com muitos prefeitos e deputados do PDT e do PCdoB remando contra a maré das candidaturas ao governo do estado, lançadas pelo próprio partido, cada legenda já incluiu na extensa pauta de discussões o tema da infidelidade partidária. O único prefeito eleito do PCdoB, José Leane, sacudiu a base política comunista em Afonso Cunha para apoiar a candidata do PMDB. Entre os mais de 60 prefeitos eleitos do PDT e a gama de deputados, houve também casos similares, como o da prefeita de Paço do Lumiar, Bia Aroso.

Quem deve ser enquadrado ou o tipo de sanção será avaliado após o segundo turno eleitoral para presidente, tanto para comunistas quanto para pedetistas.

Os candidatos Flávio Dino (PC do B) e Jackson Lago (PDT), que disputaram as eleições para o governo do estado, enquanto líderes nas respectivas legendas, terão que sentar à mesa com os filiados que não os concederam apoio e discutir, não sem constrangimento, vínculos partidários quebrados e fraqueza de importantes forças políticas de cada partido, que seriam determinantes para o perfil apertado desse pleito, decidido voto a voto.

Em Afonso Cunha, município maranhense com pouco mais de 4.859 eleitores onde a abstenção foi de 18,45 %, Roseana teve 71,91%, seguida de 14,73 % de votos para Flávio Dino e 13,22 % para o pedetista Jackson Lago. Para os comunistas, era um dever partidário o único prefeito eleito do partido trabalhar para imprimir forças para a vitória do candidato do PC do B. Ao invés disso, José Leane participou de comício e pediu votos para o adversário.

A votação de Roseana na única cidade administrada por um prefeito do PCdoB foi de 2.562 votos. Flávio Dino teve 525 votos. A diferença pró-Roseana em relação a votação do candidato comunista, no município comandado por um companheiro de partido de Flávio Dino superou os 2.500 votos, que fizeram falta para levar a eleição ao segundo turno.

Flávio Dino chegou a declarar durante sabatina realizada por O IMPARCIAL que o prefeito de Afonso Cunha estava no apoio à campanha comunista. Mas foi José Leane que declarou o contrário. Ele admitiu que para a própria sobrevivência política, a opção seria apoiar a base governista.

“Não vamos avaliar agora se a postura dele (José Leane) é ética, mas deixo para os cidadãos avaliarem a postura de quem pertence a um partido e apoia outra candidatura, nos pilares da fidelidade partidária”, destacou Marcio Jerry, presidente do Diretório Municipal do PCdoB

Cândido Lima, secretário geral do PDT, preferiu não contabilizar quantos prefeitos ou deputados estariam do lado oposto da luta pedetista pelo retorno ao Palácio dos Leões, mas deixou claro, que cada situação deve ser analisada.

“A pressão do poder econômico e político; o abuso, marcou essas eleições e nós vamos avaliar caso a caso a situação de cada prefeito que ficou fora do nosso grupo”, advertiu Cândido Lima.

Fonte : O Imparcial

7 de out de 2010

MADEIRA x ROSEANA: 2012 PROMETE


01 - Com excelente votação obtida pelos seus candidatos aquí em Imperatriz, casos de Jackson Lago, Zé Reinaldo, Roberto Rocha, Edmilson Sanches e Carlinhos Amorim, além de outros não citado, o prefeito Madeira despontou como um bom "puxador de votos" e não pode ser acusado de ter feito corpo mole, como muitos insistem em dizer.


02 - O prefeito Madeira sai na frente para em 2012, tentar a sua reeleição, ainda tem bons indíces de aceitação popular, apesar de alguns afirmarem exatamente o contrário


03 - A Fraquíssima votação da Governadora aquí na região, com apenas 14,48% dos votos, (os cientistas politicos, dizem que era obrigação dela ter no mínimo 30%, pelo cargo que exerce) não é culpa dela apenas, vejam que todos os candidatos de seu grupo tiveram poucos votos, a rejeição é contra o abandono que sempre tiveram com a Região e a consciência politica das pessoas está diferente, até Lobão que nasceu politicamente em Imperatriz, não tem mais um desempenho satisfatório aqui.


04 - Pensando em aumentar seus votos na região, pois a rejeição ao seu grupo é histórica (com razões que já estamos cansados de saber) formou um base de apoio com empresários e politicos dentre outros, Franciscano, Ildon Marques, Agostinho Noleto, Ademar, Chico Brasil, Ribamar Cunha, Willian Marinho e outros e mesmo assim não surtiu o efeito esperado, diminuiu e muito os votos do seu grupo .


05- A pergunta de muitos, é como será a relação da Roseana com a cidade e o Prefeito Madeira, será como tem sido até agora? pelo menos a Avenida Pedro Neiva de Santana tá garantida, (acho) ela tem quatro anos para terminar e cumprir o acordado com os vereadores .


06 - Se quiser realmente e tiver interesse de sua parte de mudar o quadro de rejeição de seu grupo, só tem uma alternativa: trabalhar para o bem comum de todos no Maranhão e também a região e não vingar-se como querem muitos de seu grupo, até porque já estamos acostumados com ausência de obras de nossos governantes, não iremos estranhar.


07 - Já especulam nomes do grupo da Governadora, para concorrerem com o prefeito Madeira, não adianta nomes sem obras, não vai para frente, faça a estrada do Arroz, o Hospital de Alta Complexidade para os nossos doentes serem tratados aquí, asfalte as nossas ruas, traga Esgotos, Água potável, modernize as nossas Universidades, Escolas, aí verá que as pessoas também votam na senhora, como votaram em Jackson Lago.

Boa sorte, para todos nós.

6 de out de 2010

CHORA IMPERATRIZ: Roseana vai festejar em Santana do Ma.


Roseana e os senadores eleitos Lobão e João Alberto estarão amanhã em Santana do Maranhão onde a governadora venceu a eleição com 91% dos votos. Vai ser um festão. Na sexta-feira a comemoração será em São Luís. Um show com várias bandas vai será realizado no Centro Histórico, próximo ao Circo da Cidade .
O Primeiro candidato que fez a comemoração na cidade que teve mais votos, foi Jackson Lago Aquí em Imperatriz em 2006.

MAGUILA: 'o povo é ingrato'



Candidatos conhecidos do público antes mesmo de colocarem suas fotografias nas urnas têm explicações prontas para as derrotas nas urnas no domingo (3).

Há quem afirme que o sucesso de estreantes como deputado eleito Tiririca desviou votos, enquanto outros avaliam que faltou verba para a campanha.

A candidata Suellem Aline Mendes Silva (PTN), mais conhecida pelo apelido de Mulher Pêra, até o meio da tarde de segunda-feira (4), ainda não havia conseguido descobrir quantos votos recebeu na eleição.

A candidatura da “mulher-fruta” foi indeferida e está com recurso. Nos casos de indeferimento, o TSE divulga os votos obtidos somente em uma segunda etapa.

“Estou muito chateada, não sabia que ia dar esse problema”, disse a candidata, que conseguiu exatos 3.136 votos. No dia da votação, ela optou pela internet para tentar conquistar alguns votos. “Votei pela manhã, depois entrei no Twitter para conversar com as pessoas”, disse.

Ela não sabe se vai insistir na carreira política. “Se não conseguir, vou seguir minha carreira normal. Vou gravar um segundo CD, um segundo DVD também. O primeiro CD que gravei foi de funk, mas estou saindo um pouco do funk. Não sei se será axé”, disse. Ela afirma que recebeu do partido uma doação de R$ 30 mil para fazer a campanha. “Gastei mais do que isso”, disse.

MAGILA: 'O POVO É INGRATO'
Candidato a deputado estadual pelo PTN, em São Paulo, o ex-boxeador Adilson Rodrigues, conhecido como Maguila, obteve 2.951 votos e ficou em 372º lugar na disputa. E não está decepcionado. “Já estava esperando. Não fiz campanha, não saí na rua”, disse ele ao G1, nesta segunda-feira (4).

“Estou tranquilo em relação à política. Só não estou mais tranquilo porque minha mãe está internada”. De acordo com ele, a mãe, que tem 89 anos, está internada com pneumonia.

Maguila contou que foi convidado pelo partido para se candidatar. “Me procuraram, me pagaram e eu fui”, afirmou, sem revelar quanto ganhou. Ele admite que não tinha um programa de governo definido, mas que pretendia trabalhar com programas sociais na área de esporte.

“Era a minha proposta, trabalhar com esporte”, contou. O ex-boxeador disse ainda que “não acredita na política”. “Eu votei, fiz a minha parte, porque sou um cidadão”, relatou. “Mas o povo é ingrato.” Apesar disso, ele não descarta a possibilidade de uma nova candidatura. “Se me pagarem, eu volto.”

MATORÉ X TIRIRICA
Candidato a deputado federal pelo PP em SP, o vereador em Mauá (SP) e humorista Batoré obteve 23.042 votos (0,11%), ficando no 161º lugar. Para Batoré, o principal motivo para ele não ter conseguido uma cadeira na Câmara dos Deputados foi o sucesso de seu concorrente Tiririca, que recebeu 1.353.820 votos pelo PR e foi o candidato a deputado federal mais votado do país. “Tenho certeza que os votos que seriam para mim foram para o Tiririca”, disse.

Batoré disse acreditar que muitos eleitores votaram no Tiririca como forma de protesto, "um voto de deboche". “Já os meus votos, por exemplo, acredito que tiveram uma pitada de esperança por conta do histórico do meu trabalho em Mauá”, afirmou.

O vereador criticou a eleição de Tiririca. “Sou amigo do Tiririca, mas tenho que ser verdadeiro com ele e comigo. A política tem que ser séria, o que não quer dizer que o político precisa ser mal humorado”, afirmou.

O humorista disse, porém, que ficou surpreso com a derrota e que esperava ser eleito. Ele acrescentou, contudo, que não teve muita verba para a campanha, que não deve ter ultrapassado os R$ 200 mil. “A minha campanha não foi pobre, foi miserável”. Ele reconheceu, porém, que ser ‘famoso’ ajuda a conseguir votos.

O vereador disse que seguirá na carreira política, onde atua principalmente para a melhoria da educação. Em 2012 ainda não sabe se tentará a reeleição ou até mesmo sair como candidato a prefeito ou vice em Mauá. Batoré também disse pretender concorrer novamente a deputado federal em 2014.

“Eu não perdi, deixei de ganhar. Já tenho meu mandato como vereador”, disse. Batoré acrescentou que, dos 23 mil votos que obteve, cerca de 13 mil são de Mauá, o que demonstra o resultado de seu trabalho. Ele disse que recebeu cerca de 4,7 mil votos quando foi eleito vereador.

I MOSTRA DE ARTES ESPECIAIS DE IMPERATRIZ


A Fundação Cultural de Imperatriz estará apresentando, na sua Galeria Mauro Soh – no período de 7 a 27 de outubro – a I MOSTRA DE ARTES ESPECIAIS. Serão expostos ao público trinta (30) peças de pintura, com aplicação da técnica óleo-sobre-tela, elaborados por frequentadores da CASA DE ESPECIAIS, entidade mantida pela Prefeitura Municipal de Imperatriz, na Rua Rui Barbosa n.1454 (bairro Jussara) Os trabalhos são apenas uma parte das criações diferenciadas ali desenvolvidas, sob a coordenação geral da terapeuta ocupacional Poliana Dias de Souza e, no campo da pintura, com a orientação da professora Rejane Uruçu. As telas apresentadas, vindas agora ao público de modo inédito, são expressões da criatividade de crianças, jovens e adultos que – não obstante suas características especiais, no caso impropriamente nominadas como “limitações” – por elas expressam seus surpreendentes potenciais de criação e de comunicação. Potenciais esses até inusitados, na maioria das situações, por parte das pessoas que se arvoram como... “normais”, ou “inteiras”. As atividades de atendimento social e terapêutico, desenvolvidas pela CASA DOS ESPECIAIS, atendem às orientações teóricas e clínicas próprias do ramo a que se dedicam; em especial o que é definido e normatizado pela Lei 8.742/1993 – LOAS – Lei Orgânica da Assistência Social. Ao lado de outras formas de comunicação e expressão – tais como música, informática, natação, Braille... – a pintura, ao ser utilizada como recurso terapêutico, faz-se expressivamente um caminho para exteriorização de emoções e do poder criador diferenciado e diversificado, por parte dos que são atendidos social e pedagogicamente pela CASA DOS ESPECIAIS. No cumprimento de sua missão de propiciar apoio e a ampliação do conhecimento público das expressões culturais, e especificamente artísticas, de nossa cidade, a Fundação Cultural de Imperatriz se manifesta institucional e humanamente gratificada, com esta I Mostra de Artes Especiais. Com esta perspectiva e este forte sentimento, convida a população em geral – em especial estudantes e professores – para compartilhar desta gratificante oportunidade. I MOSTRA DE ARTES ESPECIAIS Promoção: Fundação Cultural de Imperatriz Realização: CASA DOS ESPECIAIS Data:Dia 7 de Outubro(Coquetel de Abertura) Hora:19h00. Local: Galeria Mauro Soh(Anexo a Fundação Cultural) Rua Luiz Domingues, esquina com Simplício Moreira Período: 7 a 27 de outubro, 2010 Horário: das 13 às 18h VISITAÇÃO FRANCA Axel Carlos Britto

5 de out de 2010

Eleição de deputado no Maranhão pode ter reviravolta


Apesar de proclamados os resultados, a eleição de deputado no Maranhão ainda não acabou. Pelo menos quatro candidatos estão com recursons pendentes no TSE e caso tenham registro cassados seus votos podem ser anulados. Com isso, novo cálculo terá de ser feito ocasiando mudanças na lista de eleitos.


Os 126.896 votos de Cleber Verde podem ser anulados
Cassada pelo TRE por ter contas rejeitadas no TCU, a candidata Márcia Marinho (PMDB) é um dos exemplos. Ela teve 23.643 mil votos e está confiante na aprovação do resgistro da candidatura. Se esses votos forem computados, Márcia pode ajudar o “chapão” a eleger pelo mais um deputado.

Entraria na “carona” dela o suplentes Magno Bacelar, o Nota 10 (PV). Apesar de ter seu 33.550 mil votos computados, a candidatura dele está sendo questionada no TSE por ter contas rejeitadas pelo TCE. Nota 10 já tem parecer pela cassação da Procuradoria Geral Eleitoral (PGE). Caso essa reviravolta se confirme, a oposição perderia um deputado. Nesse cenário, estariam na corda bamba Rubens Júnior (PCdoB) ou Carlinhos Amorim (PDT), que foram os últimos de suas coligações.

Em situação parecida está o ex-prefeito Raimundo Louro (PR). Ele teve 20.763 mil votos, mas foi cassado pelo TRE também com problemas de contas rejeitadas. No entanto, o TSE já julgou um caso parecido ao dele e deferiu o registro. Nesse cenário, Louro pode tomar a vaga do colega de coligação Alexandre Almeida (PTdoB). Almeida teve 18.344 votos

Câmara Federal

No quadro dos deputados federais a preocupação é com a eleição de Cleber Verde (PRB). Ele teve sua candidatura impugnada com base na lei da Ficha Limpa acusado de ter sido demitido do INSS a bem do serviço público. Teve seu nome aprovado pelo TRE, mas a procuradora Carolina da Hora Mesquita recorreu ao TSE. Como ele foi o terceiro mais votado com 126.896 votos, a coligação “O Maranhão Não Pode Parar” perderia uma vaga para a oposição.

ALIADO DE ROSEANA DIZ QUE APOIO DOS VEREADORES DE IMPERATRIZ NÃO ADIANTOU NADA



O Jornalista Décio Sá escreveu o seguinte comentário sobre as eleições: A governadora Roseana Sarney (PMDB) venceu a eleição em 185 municípios dos 217 do Maranhão. A grande surpresa foi a vitória em São Luís. Ela teve 43,24% dos votos contra 37,96% de Flávio Dino (PCdoB) e apenas 15,45% de Jackson Lago (PDT), prefeito três vezes da capital. A maior vitória de Roseana foi em Santana do Maranhão onde ela teve 91,62% dos votos

Jackson venceu com grande maioria em Imperatriz – 73,63% contra 14,48% de Roseana e 11,5% de Flávio Dino. O apoio que ela recebeu de dez vereadores na cidade não adiantou nada, dos 22,04% em 2006, cairam para apenas 14,48% este ano. Onde estão a liderança e o votos desses vereadores.

O comunista pode ter perdido a possibilidade de ir para o segundo turno em Matões e Caxias, onde esperava uma grande votação. Mesmo com o apoio do enrolado prefeito Humberto Coutinho (PDT), ele venceu Roseana apertado (45,63% a 44,31%) em Caxias. Jackson teve 9,21% da votação na cidade.

Em Matões, do deputado imberbe Rubens Júnior, eleito na última volta do ponteiro, Roseana venceu o comunista por 52,78% a 41,64%. O deputado dizia que a governadora não tinha coragem de fazer campanha em Matões.

Roseana só não matou mais cedo a eleição porque foi traída por vários aliados. Em Balsas, do eterno indeciso Chico Coelho, Flávio Dino venceu com 48,91% contra 36,39% de Roseana e 14,49% de Jackson. Chico Coelho conseguiu apenas 782 votos para o deputado Sarney Filho (PV). Na eleição passada, sem o apoio do “traíra”, o deputado obteve 1.800 votos no município.

Apesar da vitória em Coroatá, não aparecerem os votos do prefeito Luizinho da Amovelar. Roseana teve na cidade 15.644 votos (56,43%) contra 7.119 (25,68%) de Flávio Dino e 4.909 (17,71%) de Jackson. Mais votado para a Assembleia, o deputado Ricardo Murad (PMDB) teve 13.241 votos no município. Este fato indica que os votos de Roseana vieram do grupo político de Ricardo e não do prefeito.

Em Santa Inês, do prefeito Roberth Bringel, Flávio Dino venceu com 47,67% contra 42,97% de Roseana e 8,86% de Jackson. Os 42,97% obtidos pela governadora representam 16.377 votos. A mulher do prefeito, a deputada eleita Vianey Bringel (PMDB), teve 21.225 (52,93%), mais de seis vezes o percentual obtido por Roseana. Prova mais que cabal que Bringel só se preocupou em eleger Vianey. Trairagem em alto grau.

Fonte blog do decio

4 de out de 2010

Jornalista Marco D'Eça estava entalado na garganta com a cidade de Imperatriz. Leia seu equivocado desabafo


Estas eleições derrubaram mais dois mitos criados pela oposição maranhense.

O primeiro: o eleitor de São Luís não se deixa mais levar por oportunistas e pelo discurso cansado do anti-sarneysismo, inventado exatamente para beneficiar os que fazem da oposição uma espécie de carreira.

Roseana ganhou a eleição na capital maranhense com mais de 43% dos votos, sepultando o mito da ilha rebelde – ou melhor, ilha rebelde sim, que se rebelou contra os que sempre a usaram sem dar nada em troca.

O segundo mito é exatamente a importância que passaram a dar a Imperatriz no contexto eleitoral do Maranhão. Esta eleição provou que a influência daquela cidade não altera em nada o resultado das eleições no estado.

Exemplo: Jackson Lago teve nada menos que 73% em Imperatriz, contra apenas 14% de Roseana. Mesmo assim, foi Roseana quem vecneu as eleições.

Isto também deve ser observado pelos líderes do governo, que se deixam submeter às pressões tocantinas, que quer o bônus de ser Maranhão, mas não assume o ônus de ser maranhense.

Alan Neto disse:
04/10/2010 às 01:09
Prezado Marco,

Também creio que quebramos paradigmas ou mitos, como queira, porém gostaria de registrar que a região tocantina e em especial Imperatiz é sim muito importante do ponto de vista socio-econômico e também politicamente. E sei que a governadora sabe disso, essa situação eleitoral que ela vive em Imperatriz desde a eleição passada se deve a vários fatores, principalmente as pessoas que a representavam na região que não souberam passar a ela os anseios e desejos daquele povo empreendedor, generoso e acolhedor . Por fim tenho certeza que, como ela mesmo disse em um dos vts de 30″ que rodava no horário eleitoral gratuito, “eu e vocês ainda nos daremos muito bem”(ela Roseana e o povo de Imperatriz), pois com presença constante, obras que estão em curso e muitas outras que já estão prometidas ela certamente reverterá essa situação.

parabéns a governadora, parabéns a nós e parabéns ao Maranhão.

Alan Neto – ludovicense de fato e coração, Imperatrizense de coração.
Diretor Sistema Mirante Imperatiz

abraços,

resp.: Sinceramente, Alan? Não acho não, cara. Acho qeu o maranhão poderia viver muito melhor sem eles.

Whallassy disse:
04/10/2010 às 03:01
Revoltante e nojento o seu cometário! Sou de Imperatriz e fico indignado ao ver a baixada pobre do Maranhão se submeter a essa lastima do nosso estado!
Menos educação ao povo quer dizer mais votos a eles!
E é assim que ela faz!
Até o Cancer consumir de vez isso tudo!
Teremos paz!

Resp.; Então fique aí na sua terrinha, que não faz falta nenhuma pra cá.

3 de out de 2010

Ex-jogador Romário é um dos mais votados no Rio de Janeiro



Candidato a deputado federal será eleito pelo PSB.
Com 92% das urnas apuradas, ele era o 6º colocado em número de votos.

Romário vota no Rio (Foto: Wânia Corredo/Agência
O Globo)O ex-jogador Romário (PSB) é um dos candidatos a deputado federal mais bem votados no Rio de Janeiro, segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Às 20h15, com 92% das urnas apuradas, ele tinha 137.576 votos (1,87% do total). Era o sexto colocado.

O ex-atacante de Vasco, Flamengo, Fluminense, seleção brasileira e times do exterior como Barcelona e Valencia encerrou a carreira e decidiu concorrer a um cargo em Brasília.

Segundo as contas do ex-jogador, foram mais de mil gols em jogos oficiais durante a carreira.

Na TV, em seu programa eleitoral, ele aproveitou a popularidade alcançada no futebol para prometer "fazer mais um gol pelo Brasil".

Garotinho (PR) era, até o horário, o mais votado para o cargo de deputado federal no Rio: 615.039 votos.

Lula admitiu 2º turno para eleição presidencial



O presidente Luiz Inácio Lula da Silva admitiu neste domingo, 3, a candidata Dilma Roussef (PT) possa disputar o segundo turno das eleições presidenciais, apesar de dizer que está otimista com a vitória de sua candidata no pleito deste domingo. "A eleição tem dois turnos e eu não ganhei nenhuma - nem em 2002 e nem em 2006 - no primeiro turno", frisou. "Apenas vai demorar mais 30 dias de luta (para Dilma vencer), pois não é fácil obter 50% dos votos", afirmou o presidente, em rápida entrevista após votar no Colégio João Firmino Correio de Araújo, em São Bernardo do Campo.


Apesar de otimista, Lula admitiu a possiblidade de 2º turno para eleição presidencial"O que é importante é que a Dilma tem uma performance de 50% dos votos do povo brasileiro no 1º turno. Nós já somos privilegiados", completou o presidente.

"Estou otimista que o Mercadante vai ao segundo turno em São Paulo. Também estou muito otimista em relação à eleição da Marta Suplicy e do Netinho (candidatos do PT ao Senado)", afirmou o presidente ao ser questionado.

O presidente descartou a possibilidade de voltar a se candidatar em eleições futuras. "Quando a gente passa pela presidente da República, tem de ter sossego na vida", disse.

Lula também destacou o amadurecimento do processo político no País. "O Brasil está demonstrando sua maturidade política ao consolidar o processo eleitoral e a modernização da votação".

Trajando um blazer preto, Lula chegou acompanhado da mulher Marisa Letícia, do prefeito de São Bernardo, Luiz Marinho (PT), do candidato da legenda ao governo de São Paulo, Aloysio Mercadante, e dos candidatos da legenda ao Senado, Marta Suplicy (PT) e Netinho de Paula (PCdoB).

Lula demorou cerca de 20 segundos para votar. Depois de acompanhar a esposa, que vota em seção eleitoral no mesmo colégio, o presidente segue para Brasília a fim de acompanhar a apuração dos votos, acompanhado da candidata da legenda à sua sucessão, Dilma Rousseff (PT).

Indagado pelo CQC se vai solicitar o benefício do Bolsa família ao ficar desempregado, Lula rebateu: "Vou trabalhar no CCQ", disse, confundindo o nome do programa.

2 de out de 2010

AGORA À NOITE: Ibope e Datafolha indicam que é impossível afirmar se haverá 2º turno


Pelos dados dos institutos, não é possível saber se haverá 2º turno.
No Ibope, Dilma obtém 51% dos votos válidos; no Datafolha, 50%.

Os institutos Ibope e Datafolha divulgaram neste sábado (2) as últimas pesquisas de intenção de voto para a disputa presidencial antes da votação deste domingo (3).

O Ibope aponta a candidata do PT Dilma Rousseff com 51% dos votos válidos (sem considerar brancos, nulos e indecisos). O Datafolha mostra a petista com 50% dos votos válidos. Como a margem de erro nas duas pesquisas é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, não é possível afirmar se a disputa vai para o segundo turno.

Para vencer no primeiro turno, é preciso ter a maioria absoluta dos votos válidos. Confira abaixo os dados dos dois institutos.

Ibope
Foram realizadas 3.010 entrevistas entre sexta-feira (1º/10) e sábado (2/10). O número de registro da pesquisa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é 33.252/2010. O levantamento foi encomendado pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S. Paulo".

VOTOS VÁLIDOS (excluindo brancos, nulos e indecisos)
Dilma Rousseff (PT): 51%
José Serra (PSDB): 31%
Marina Silva (PV): 17%
Outros candidatos: 1%

Datafolha
Foram realizadas 20.960 entrevistas entre sexta-feira (1º/10) e sábado (2/10). O número de registro da pesquisa no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é 33.480/2010. O levantamento foi encomendado pela TV Globo e pelo jornal "Folha de S.Paulo".

VOTOS VÁLIDOS (excluindo brancos, nulos e indecisos)
Dilma Rousseff (PT): 50%
José Serra (PSDB): 31%
Marina Silva (PV): 17%
Plínio de Arruda Sampaio (PSOL): 1%

Zé Maria (PSTU), Eymael (PSDC), Rui Costa Pimenta (PCO), Ivan Pinheiro (PCB) e Levy Fidelix (PRTB) não atingiram 1% dos votos válidos.

Segundo turno
Os institutos Ibope e Datafolha fizeram simulação para eventual segundo turno. Confira os dados.

IBOPE
Dilma Rousseff: 51%
José Serra: 37%
Brancos e nulos: 7%
Indecisos: 5%

DATAFOLHA
Dilma Rousseff: 52%
José Serra: 40%
Brancos e nulos: 5%
Não sabe: 3%

Dilma Rousseff: 52%
Marina Silva: 40%
Brancos e nulos: 5%
Não sabe: 3%

IBOPE VAI ERRAR NOVAMENTE ?



Em 2006, no 1° turno, o IBOPE apontava Roseana com 66% e Jackson com 25%. O resultado da urna foi Roseana 47% e Jackson Lago 34%. Errou em 28% na diferença entre um e outro.

Agora em 2010, o mesmo Ibope aponta Roseana com 53% e Flávio com 25%. Se confirmar nas urnas o mesmo erro da pesquisa de 2006 (28%), teremos nas urnas o seguinte resultado: Roseana 39% e Flávio 39%. Alguém acredita na pesquisa Ibope contratada pela Mirante? Vamos aguardar no domingo o resultado das urnas.

1 de out de 2010

Chiquinho Escórcio e a campanha milionária


Francisco Luiz Escórcio Lima, mais conhecido como Chiquinho Escórcio, tem uma das campanhas mais ricas do Maranhão na briga por uma vaga pelo PMDB para a Câmara dos Deputados. Segundo dados da página do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Chiquinho recebeu R$ 665 mil, até 3 de setembro. Valor bem superior aos R$ 105.050 declarados pela campanha do candidato ao governo do Maranhão, Jackson Lago, do PDT.

Além de ter direito a recursos financeiros privilegiados, Escórcio teve o direito de usar o número 1515, favorito entre os candidatos por ser de fácil memorização.

Ao registrar sua candidatura, em julho, Chiquinho declarou ter patrimônio de R$ 26,8 milhões. Em 2006, quando tentou, sem sucesso, eleger-se também deputado federal, informava apenas R$ 2,4 milhões. Ele alega que não houve crescimento significativo de seu patrimônio entre 2006 e 2010 e sim "na atualização nos valores" de seus bens. Segundo ele, a declaração de 2006 estava com valores históricos de bens. "Como empresário bem sucedido, nestas eleições de 2010, fui orientado por especialistas e fiz constar o mesmo patrimônio com valores atualizados", argumentou em carta à procuradora eleitoral Carolina da Hora.

Fonte: O Imparcial Online

ESTÃO COM CIÚME DE HAMILTON MIRANDA




....... DEPOIS QUE HAMILTON MIRANDA ASSUMIU A DIANTEIRA DA CAMPANHA DA ROSEANA SARNEY, O ALAIR, PINHEIRO, POLEGADA, CHICO BRASIL, CHICO PELICANO, ADEMAR FREITAS, MACAXEIRA, ILDON MARQUES E OUTROS. ESTÃO DE BEIÇINHO COM O VEREADOR, ACHO QUE ISTO É INVEJA. POIS HAMILTON ESTÁ COTADO PRA SER O NOVO SECRETÁRIO DE ESTADO DO SUL DO MARANHÃO, CASO A BRANCA GANHE AS ELEIÇÕES. AGORA, A BRANCA GANHAR AS ELEIÇÕES AÍ É QUE ESTÁ O NÓ, É MUITO DIFICIL.


ENCANTADA


......... A GOVERNADORA ROSEANA SARNEY SABE QUE NÃO GANHA AS ELEIÇÕES, MAS TEM UMA CERTEZA (DISSE PRA UM ALIADO SEU) QUE SEU NOVO GRUPO POLITICO DA CIDADE DE IMPERATRIZ, PUXADO PELO VEREADOR HAMILTON MIRANDA, TEM, OUTRA MANEIRA DE FAZER POLITICA, LEVANDO ELA AONDE O POVO ESTÁ, DEIXANDO A TURMA DO ILDON PRA TRÁS (ESTÃO ENCIUMADOS). QUE SÓ LEVAVA ELA PARA ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DO ALAIR, E SÓ JUNTAVA OS DE SEMPRE, AGORA MUDOU COM HAMILTON, ELA ESTÁ MARAVILHADA. UMA PENA QUE HAMILTON FICOU DO LADO ERRADO, NA HORA ERRADA.

Fonte: Blog lerolero

Sinceramente, o Brasil atual tem jeito?

Que olha a cena político-social-econômica atual se pergunta sinceramente:o Brasil tem jeito? Um bando de ladrões, travestidos de senadore...