18 de nov de 2011

AVALIAÇÃO: No Maranhão, 14 instituições estão abaixo da média do MEC

O Ministério da Educação divulgou resultado do Enade 2010 e deve cortar 50 mil vagas no país.
O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta quinta-feira (17), as notas dos cursos superiores avaliados pelo Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2010. Dos 4.143 cursos avaliados no país, 594 não atingiram resultado satisfatório. No Maranhão, cursos de 14 instituições estão entre os considerados de baixa qualidade pelo MEC e correm o risco de perderem vagas, o que pode ocorrer de acordo com anúncio do MEC.

Entre as instituições com conceito abaixo do satisfatório, 2, estão as seguintes instituições do Maranhão: Faculdade do Maranhão (Facam), Faculdade Athenas Maranhense (Fama) - de São Luís e de Imperatriz- , Faculdade do Estado do Maranhão (Facem), Faculdade de Imperatriz (Facimp), Fac São Luís, Faculdade de Educação São Francisco (em Pedreiras), Faculdade do Vale do Itapecuru (em Caxias), Faculdade Maranhense São José dos Cocais (em Timon), Faculdade do Baixo Parnaíba (Chapadinha), Faculdade Santa Terezinha, Instituto de Ensino Superior do Sul do Maranhão (Iesma), Instituto Florense de Ensino Superior e Instituto de Ensino Superior Múltiplo (Timon).


O ministério ainda não informou quais instituições serão afetadas com a redução das vagas. As informações serão divulgadas nas próximas semanas. Os cortes incluirão cursos que tiveram resultados insatisfatórios no CPC em, pelo menos, dois anos do último ciclo avaliativo (2008-2010). O corte de vagas se dará entre 20% e 65% da oferta de cada curso, dependo do resultado das avaliações.

O secretário de Regulação e Supervisão do Ensino Superior, Luis Fernando Massonetto,informou que, pelo menos, oito centros universitários que tiveram IGC 1 ou 2, considerados insatisfatórios, perderão a autonomia para abrir cursos ou ampliar o número de vagas. Já as faculdades com baixo desempenho no mesmo indicador e que não têm autonomia administrativa para ampliar ou criar cursos, deverão passar por um processo de supervisão que incluirá a adoção de medidas de saneamento, como corte de vagas e suspensão de novos ingressos.

Ministério da Educação divulgou resultado do Enade 2010 e deve cortar 50 mil vagas no país.

Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta quinta-feira (17), as notas dos cursos superiores avaliados pelo Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) 2010. Dos 4.143 cursos avaliados no país, 594 não atingiram resultado satisfatório. No Maranhão, cursos de 14 instituições estão entre os considerados de baixa qualidade pelo MEC e correm o risco de perderem vagas, o que pode ocorrer de acordo com anúncio do MEC.

Entre as instituições com conceito abaixo do satisfatório, 2, estão as seguintes instituições do Maranhão: Faculdade do Maranhão (Facam), Faculdade Athenas Maranhense (Fama) - de São Luís e de Imperatriz- , Faculdade do Estado do Maranhão (Facem), Faculdade de Imperatriz (Facimp), Fac São Luís, Faculdade de Educação São Francisco (em Pedreiras), Faculdade do Vale do Itapecuru (em Caxias), Faculdade Maranhense São José dos Cocais (em Timon), Faculdade do Baixo Parnaíba (Chapadinha), Faculdade Santa Terezinha, Instituto de Ensino Superior do Sul do Maranhão (Iesma), Instituto Florense de Ensino Superior e Instituto de Ensino Superior Múltiplo (Timon).


O ministério ainda não informou quais instituições serão afetadas com a redução das vagas. As informações serão divulgadas nas próximas semanas. Os cortes incluirão cursos que tiveram resultados insatisfatórios no CPC em, pelo menos, dois anos do último ciclo avaliativo (2008-2010). O corte de vagas se dará entre 20% e 65% da oferta de cada curso, dependo do resultado das avaliações.

O secretário de Regulação e Supervisão do Ensino Superior, Luis Fernando Massonetto,informou que, pelo menos, oito centros universitários que tiveram IGC 1 ou 2, considerados insatisfatórios, perderão a autonomia para abrir cursos ou ampliar o número de vagas. Já as faculdades com baixo desempenho no mesmo indicador e que não têm autonomia administrativa para ampliar ou criar cursos, deverão passar por um processo de supervisão que incluirá a adoção de medidas de saneamento, como corte de vagas e suspensão de novos ingressos.

Um comentário:

  1. Bom dia, gostei do seu blog, add ele ao meu, caso queira add o meu, será um prazer amigo.
    http://omeioambienteemfoco.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Sinceramente, o Brasil atual tem jeito?

Que olha a cena político-social-econômica atual se pergunta sinceramente:o Brasil tem jeito? Um bando de ladrões, travestidos de senadore...