9 de jun de 2011

Polícia Civil do Pará prende falso cirurgião plástico



Foi preso o falso cirurgião plástico Agnelo da Rocha Neto, 43 anos. O médico que atuava como cirurgião mesmo sem ter a especialidade teve o mandado de prisão decretado na cidade de Macapá (Amapá), onde deixou uma série de vítimas com os corpos deformados.

Investigações da Polícia Civil apontam que o falso cirurgião, após fugir do Amapá, passou a exercer a medicina em clínicas e hospitais no interior paraense. Agnelo da Rocha Neto foi preso no início da tarde desta terça-feira, 7, no município de Castanhal, Região Metropolitana de Belém (RMB). Ele está sendo conduzido, neste momento, para a capital paraense onde será apresentado ao delegado Ivanildo Santos, diretor da DRCO

4 comentários:

  1. Caro Cleto, acho que esse médico é Imperatriz se não me engano ou já trabalhou aquí, não tenho certeza.

    ResponderExcluir
  2. Não sei se ele é imperatrizense , mas já trabalhou aqui sim e chegou a atender algumas pessoas da elite local.Na epoca houve comentários de que ele estaria trabalhando de forma ilegal. E por conta disso não era membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica.
    Ele ganhou bastante dinheiro em Imperatriz cuidando da " estética" principalmente de mulheres de alto poder aquisitivo.

    ResponderExcluir
  3. Dr Alisson Mota, diretor do HMI também não é cirurgião plastico, muito menos membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e no entanto faz esse tipo de cirurgia.

    O mesmo está respondendo processo por imperícia médica. Grande Gestor escolheu o prefeito Madeira.

    ResponderExcluir
  4. Todos temos erros, pq se não tivessimos não seriamos humanos, mais também temos bondade no coração come ele tem e muita uma pessoa muito boa de coração.

    ResponderExcluir

SUPERAÇÃO: Estudante com dislexia e paralisia cerebral se forma em história

Nem mesmo o diagnóstico de paralisia cerebral, a baixa visão e a limitação motora impediram que o jovem Luiz Garcia, 30 anos, realizasse o ...