2 de fev de 2011

MENTIRA DESLAVADA



Apesar de lamentavelmente assim não concordarem alguns (poucos, graças a Deus) das nossas centenas de leitores e leitoras, este Blog, em seus comentários e posicionamentos, tem-se caracterizado, desde que foi criado, por seguir uma linha editorial serena e completamente independente, criticando quando se faz imperioso, mas aplaudindo quando se faz imprescindível.

Deste modo, nunca nos atrelaremos nem haveremos de nos submeter aos interesses de quem quer que seja e jamais abriremos mãos de externar nossa opinião sobre qualquer assunto, por mais polêmico que seja e por mais influentes e poderosas sejam as pessoas que eventualmente possam se sentir incomodadas com tais opiniões. Acreditamos, enfim, que, desta maneira, nosso compromisso será, sempre e exclusivamente, com a verdade e a imparcialidade, doa a quem doer.

Estas breves, mas necessárias considerações, vêm a propósito da absurda suspeita, mais uma vez requentada e de novo sordidamente levantada pelo suplente de deputado federal Chiquinho Escórcio (ora no exercício do cargo unicamente em razão de o deputado Pedro Novais ter se licenciado para assumir o Ministério do Turismo), dando conta do suposto envolvimento do prefeito Sebastião Madeira com a trágica morte do engenheiro José Henrique.

Trata-se, outra coisa simplesmente não se pode dizer, de uma grotesca inverdade e de uma infâmia sem precedentes, que, por sua evidente inverossimilhança e falta de fundamento, pouco ou quase nada, com dantes, atingirá a pessoa do prefeito, mas, a nós, imperatrizenses, soa como zombaria e um tapa de mão aberta, independente de sermos ou não amigos, simpatizantes, aliados ou até mesmo adversários de Madeira, já que qualquer pessoa desta cidade, com um mínimo de lucidez e discernimento, sabe muito bem que ele, pela sua inegável índole pacífica e pela sua história de vida, jamais seria capaz de se envolver com algo desta natureza.

Portanto, que fique bem claro aos detratores de plantão: nestes tempos que antecedem o próximo período eleitoral, não aceitaremos, sob pretexto algum, o jogo sujo, o terrorismo verbal e muito menos o denuncismo inconsequente ou por encomenda (provável caso, pelo que se percebe, da “suspeita” de Chiquinho Escórcio), parta de onde partir. Imperatriz quer e precisa crescer, e não será dando ouvidos a uma mentira deslavada como essa que se chegará a algum lugar. Sabendo que esta também é a posição da esmagadora maioria do povo imperatrizense, damos este assunto por definitivamente encerrado. Temos dito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SUPERAÇÃO: Estudante com dislexia e paralisia cerebral se forma em história

Nem mesmo o diagnóstico de paralisia cerebral, a baixa visão e a limitação motora impediram que o jovem Luiz Garcia, 30 anos, realizasse o ...