19 de out de 2012

MEMORIA: O dia que Mané Garrincha jogou no "Cavalo de Aço"

Se Garrincha estivesse vivo, faria neste mês de outubro 80 anos de idade. Lembro-me  de um dia de agosto de 1973, que Garrincha veio a Imperatriz atendendo um convite do Sr. Severino Silva na época Presidente do Imperatriz, para inauguração do gramado do estádio Frei Epifânio, até então era apenas de terra batida. Foi uma festa para todos desportistas da cidade em receber um dos melhores jogadores da História,

Garrincha que já tinha encerrado a carreira quando veio a Imperatriz, jogou o primeiro tempo pelo "Cavalo de Aço" e o segundo pelo "Cruzeiro do Diomar", o segundo time de maior torcida na cidade. Deu um show com dribles desconsertantes nos seus marcadores. Um jogador chamado "Bina" que foi designado pelo seu treinador para marcar Garrincha em todos os lugares do campo sofreu bastante.    

O estádio estava lotado e Garrincha começou a dar espetáculo, lembro-me muito bem de um drible que deu em Bina e que ele foi esbarrar no alambrado, para delírio de todos, pena que não preservamos a memoria deste bons momentos.

Garrincha, "O Anjo de Pernas Tortas", foi um dos heróis da conquista da Copa do Mundo de 1958 e, principalmente, da Copa do Mundo de 1962 quando, após a contusão de Pelé, se tornou o principal jogador do time brasileiro. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...